FLUXOS DE CARBONO E EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE FEIJÃO COMUM SOB CONDIÇÕES DE SEQUEIRO

  • Apolo Alves Ribeiro
  • José Romualdo de Sousa Lima UAG/UFRPE
  • Antonio Celso Dantas Antonino DEN/UFPE
  • Rodolfo Marcondes Silva Souza DEN/UFPE
  • Eduardo Soares de Souza UAST/UFRPE
Palavras-chave: fluxo de calor latente, Phaseolus vulgaris, saldo de radiação

Resumo

Os fluxos de carbono (CO2) e a evapotranspiração (ET) são processos fundamentais relacionados ao sequestro de carbono e vêm sendo medidos em diversos ecossistemas mundiais. Apesar da cultura do feijão ter grande importância econômica e social, nenhuma pesquisa medindo esses fluxos foi realizada nas condições semiáridas do agreste pernambucano. Assim, no presente trabalho, objetivou-se determinar os fluxos de CO2 e a ET do feijão em condições de sequeiro. O estudo foi realizado no município de São João‑PE (8º 51’ 17,9’’ S, 36º 22’ 48’’ O e altitude de 694 m), durante o período de 31/05 (13 dias após o plantio) a 20/08/2013 (12 dias após a colheita), sendo os fluxos de carbono, água e energia determinados pelo método da correlação dos turbilhões. Também foram medidos o índice de área foliar (IAF) e a biomassa aérea do feijão. Verificou-se que a maior parte (69%) do saldo de radiação foi usada como fluxo de calor latente. Em relação à ET, observou-se que o valor total durante todo período experimental foi de 179,3 mm, com média de 2,2 mm d‑1. Os fluxos de CO2 variaram de -0,75 a -11,21 mmol m-2 s-1, indicando a ocorrência de sequestro de carbono pela cultura. A cultura sequestrou 49 kg de C ha-1 d-1, o equivalente a 4,0 t de C ha-1 durante o período experimental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Romualdo de Sousa Lima, UAG/UFRPE
Professor UAG/UFRPE
Publicado
2018-06-29
Como Citar
Ribeiro, A. A., Lima, J. R. de S., Antonino, A. C. D., Souza, R. M. S., & Souza, E. S. de. (2018). FLUXOS DE CARBONO E EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE FEIJÃO COMUM SOB CONDIÇÕES DE SEQUEIRO. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 26(3), 229-239. https://doi.org/10.13083/reveng.v26i3.830
Seção
Meteorologia Aplicada