VARIABILIDADE ESPACIAL DA RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO E TEOR DE ÁGUA EM NEOSSOLO CULTIVADO COM BANANA NO AGRESTE PERNAMBUCANO

Autores

  • Pedro Henrique Dias Batista
  • Abelardo Antônio de Assunção Montenegro Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Gledson Luiz Pondes de Almeida Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) http://orcid.org/0000-0002-5813-4517
  • Uilka Elisa Tavares Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) http://orcid.org/0000-0003-4900-9404
  • Renato Augusto Soares Rodrigues Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

DOI:

https://doi.org/10.13083/reveng.v27i1.881

Palavras-chave:

compactação do solo, geoestatística, penetrômetro

Resumo

A existência da camada compactada nas proximidades da superfície do solo pode afetar o desenvolvimento radicular da maioria das culturas. Objetivou-se com este trabalho avaliar a dependência espacial da resistência mecânica do solo à penetração das raízes e do teor de água no solo, na fazenda Mimosa, localizada no município de Pesqueira-PE. Na área explorada, cultiva-se banana, irrigada com sistema por gotejamento. Investigou-se a camada de solo de 0,00-0,15m com 50 pontos de amostragem, em malha de 10 x 5m. As mensurações iniciaram-se quatro horas após o término da irrigação registrada fora do bulbo úmido. A resistência mecânica do solo à penetração foi determinada com auxílio do penetrômetro de impacto reduzido. Já o teor de água no solo foi medido por meio da técnica de reflectrometria de domínio do tempo – TDR.  Os dados obtidos foram submetidos à análise de estatística descritiva e geoestatística para avaliação da dependência espacial das propriedades do solo. Além disso, verificou-se que os semivariogramas foram ajustados aos modelos esférico e gaussiano para a resistência mecânica do solo à penetração e teor de água no solo, respectivamente. Os mapas de krigagem mostram redução da resistência mecânica do solo à penetração, em função do aumento do teor de água no solo. A área apresentou alta resistência à penetração, apresentando acima do limite crítico de 2 MPa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Abelardo Antônio de Assunção Montenegro, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco (1985), mestrado em Hidráulica e Saneamento São Carlos pela Universidade de São Paulo (1989) e doutorado em Water Resources - University of Newcastle Upon Tyne (1997). Tem pós-doutorado em modelagem hidrologica pelo Centre for Ecology and Hydrology de Wallingford, Inglaterra (2008). Pesquisador Visitante da Universidade Federal de Viçosa-MG, em 2011, desenvolvendo estudos em Geoestatística Aplicada. Pesquisador Visitante da Universidade de Coimbra, Portugal, em 2012, abordando investigações hidrológicas e hidrossedimentológicas com chuvas simuladas. É professor titular da Universidade Federal Rural de Pernambuco, e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFRPE. Tem experiência na área de Recursos Hídricos e Engenharia Agrícola e Ambiental, com ênfase em Irrigação e Drenagem, atuando principalmente nos seguintes temas: semi-árido, manejo de bacias hidrográficas, hidrologia experimental e numérica, hidráulica, saneamento e reuso de águas de qualidade inferior, dessalinizadores e aproveitamento integrado de concentrados, conservacao de agua e solo, geoestatística, salinidade, aluviões e agricultura familiar. Foi Coordenador Geral de Pesquisa da UFRPE entre 2014 e 2016. É atualmente Assessor da Reitoria para atividades acadêmicas e tecnológicas nos Campi Avançados da UFRPE

Gledson Luiz Pondes de Almeida, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Graduado em Engenharia Agrícola e Ambiental pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE (2007). Mestre em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE (2009). Doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE (2013), com período sanduíche na Universidade de Évora. Atuou como Extensionista Rural no Instituto Agronômico de Pernambuco - IPA (2007 a 2008). Professor Adjunto da UFRPE no Departamento de Engenharia Agrícola. Atua na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Construções Rurais e Ambiência. Como docente, leciona nos cursos de graduação as disciplinas Construções Rurais, Barragens e Obras de Terra e Mecânica dos Solos. No Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola (PGEA-UFRPE) atua como orientador em nível de mestrado. Atua como revisor ad hoc dos periódicos Acta Agronomica, African Journal of Biotechnology, Engenharia Agrícola, Geama, International Journal of Biometeorology.

Uilka Elisa Tavares, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Possui graduação em Engenharia Agricola e Ambiental pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2008), mestrado (2011) e doutorado (2015) em Engenharia Agrícola da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, atuando nos seguintes temas: física e mecânica dos solos, experimentação agrícola, relação solo-máquina, geoestatística e compactação de solos. Atualmente atu no Pós-doutorado (PNPD) em engenharia agrícola (UFRPE).

Renato Augusto Soares Rodrigues, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA, concluída em 2013. Atuou como estagiário no laboratório de Hidráulica, Irrigação e Drenagem, onde desenvolveu atividades de Ensino, pesquisa e extensão, participando de grupos de pesquisa e projetos na área de Hidráulica, Agrometeorologia, Irrigação e Drenagem. Foi monitor da disciplina de Fisiologia Vegetal, onde atuou nas atividades referentes ao laboratório de Fisiologia Vegetal, desenvolvendo atividades de ensino e pesquisa, participando de diversos projetos na área. É mestre em Engenharia Agrícola pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola - PGEA, da Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE, atuando nas áreas de Hidráulica, Irrigação, Qualidade de Água e Geoestatística.

Downloads

Publicado

2019-03-15

Como Citar

Batista, P. H. D., de Assunção Montenegro, A. A., Almeida, G. L. P. de, Tavares, U. E., & Rodrigues, R. A. S. (2019). VARIABILIDADE ESPACIAL DA RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO E TEOR DE ÁGUA EM NEOSSOLO CULTIVADO COM BANANA NO AGRESTE PERNAMBUCANO. Revista Engenharia Na Agricultura - Reveng, 27(1), 54-60. https://doi.org/10.13083/reveng.v27i1.881

Edição

Seção

Mecanização Agrícola

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)