Educação Rural em Minas Gerais: Origens, concepções e trajetória da Pedagogia da Alternância e das Escolas Família Agrícola

  • Lourdes Helena da Silva UFV
Palavras-chave: Educação Rural, Pedagogia da Alternância, Escola Família Agrícola

Resumo

Apesar de sua presença há mais de 40 anos no Brasil e da popularidade alcançada nas últimas décadas, a produção teórica nacional sobre a Pedagogia da Alternância ainda é escassa em nossa sociedade. São poucos os estudos que aprofundam as características dos processos pedagógicos e das práticas educativas construídas no interior dessas experiências educativas; menor ainda os trabalhos que analisam suas trajetórias, processos históricos e identidade nacional. Neste artigo, buscamos revisitar as raízes e trajetória histórica das Escolas Família Agrícola, visando estimular novas pesquisas e estudos sobre a Pedagogia da Alternância em nossa sociedade. Inicialmente analisamos as raízes francesas da Pedagogia da Alternância, descrevendo os princípios, processos e práticas educativas que orientaram a construção de sua dinâmica de formação. Na sequência, no contexto de expansão da Pedagogia da Alternância pelo mundo, descrevemos suas origens no Brasil e em Minas Gerais. Finalizando, apresentamos algumas questões para potenciais estudos sobre a Pedagogia da Alternância no campo da Historia da Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-08-29
Como Citar
da Silva, L. H. (2012). Educação Rural em Minas Gerais: Origens, concepções e trajetória da Pedagogia da Alternância e das Escolas Família Agrícola. Educação Em Perspectiva, 3(1). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v3i1.254
Seção
Artigos