Relações de gênero na Pedagogia: concepções de estudantes homens

  • Roney Polato de Castro Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Vinícius Rangel dos Santos Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Pedagogia, Homens, Relações de Gênero, Formação e Profissão Docente

Resumo

O artigo parte de questionamentos e inquietações com a formação docente no curso de Pedagogia. Para conduzir este estudo nos inspiramos nas perspectivas dos estudos de gênero e dos estudos pós-críticos em educação. O foco da pesquisa foi o curso de Pedagogia presencial da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), sendo realizada a partir de entrevistas com cinco estudantes homens que concordaram em compartilhar suas vivências e percepções enquanto sujeitos masculinos na graduação em Pedagogia. Adotando como base os resultados desse processo investigativo, discutiremos neste artigo duas categorias de análise delineadas a partir das entrevistas: a naturalização do curso de Pedagogia como espaço eminentemente feminino; o medo e a suspeita em relação à presença dos estudantes homens nas escolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roney Polato de Castro, Universidade Federal de Juiz de Fora
Professor do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação - Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora.
Vinícius Rangel dos Santos, Universidade Federal de Juiz de Fora
Pedagogo (UFJF). Professor da Educação Básica.
Publicado
2016-09-22
Como Citar
Castro, R. P. de, & Santos, V. R. dos. (2016). Relações de gênero na Pedagogia: concepções de estudantes homens. Educação Em Perspectiva, 7(1). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v7i1.720
Seção
Artigos