A libertação dos oprimidos

Palavras-chave: Liberdade, Libertação, Oprimidos, Pedagogia, Mudança social

Resumo

Este texto teve por objetivo refletir sobre o conceito de liberdade e libertação, a partir do que disse Paulo Freire em Educação como Prática da Liberdade (que ele chama de “introdução à Pedagogia do Oprimido”) e Pedagogia do Oprimido. A nosso ver, como o conceito de liberdade foi especialmente sugestionado por Erich Fromm, trouxemos para o debate a sua problematização. Identificamos que Freire, de certa forma, vai preterindo a ideia de liberdade, usada inicialmente para significar as ideias de Fromm, e se volta especialmente às ideias marxistas. Isso demonstra o investimento de Freire na libertação dos oprimidos, onde reside quase todo propósito de sua pedagogia, cuja principal obra, Pedagogia do Oprimido, está completando cinquenta anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kelma Fabíola Beltrão de Souza, Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão

Doutora em Educação e Pós-doutora em Educação (Subjetividades, movimentos sociais e educação popular) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPE.

Referências

ARENDT, Hannah. Da Revolução. Tradução de Fernando Dídimo Vieira. São Paulo: Ática, 1988.

BORGHETI, Rodrigo da Silva. O problema da liberdade nas obras de Paulo Freire e Erich Fromm. 2013. 268 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 11 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

FREIRE, Paulo. Conscientização e alfabetização: uma nova visão do processo. Estudos Universitários. Revista de Cultura da Universidade do Recife. Recife, n. 4, p. 5-24, abr./jun. 1963.

FREIRE, Paulo. Conscientização, teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 3 ed. São Paulo: Moraes, 1980.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 14 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, Paulo. Educação e Atualidade Brasileira. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 48 reimp. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FROMM, Erich. O medo à liberdade. Tradução de Octávio Alves Velho. 14 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1983.

KANT, Immanuel. Resposta à pergunta: Que é esclarecimento? In: KANT, Immanuel. Textos seletos. 2 ed. Petrópolis, 1985. p. 100-117.

LIRA, Alessandra Mendes. Paulo Freire e Erich Fromm: convergências e divergências. 2015. 89 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2015.

MACIEL, Jarbas. A fundamentação teórica do Sistema Paulo Freire de Educação. In: FÁVERO, Osmar (org). Cultura popular, educação popular: memória dos anos 60. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

MENDONÇA, Maria Christina Araújo de. A escola nova em Pernambuco. 1987. 195 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, 1987.

SILVA, André Gustavo Ferreira da. Educação e liberdade: o conceito de liberdade na pedagogia brasileira na década de oitenta. 2007. 299 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, 2007.

TEIXEIRA, Anísio Spínola. Educação não é privilégio. 7 ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2007.

TOLEDO, Caio Navarro de. ISEB: fábrica de ideologias. 2 ed. São Paulo: Ática, 1978.

WEFFORT, Francisco Correia. Educação e Política: reflexões sociológicas sobre uma pedagogia da liberdade. In: FREIRE, Paulo. 1983. p. 1-26.

Publicado
2019-12-24
Como Citar
Souza, K. F. B. de. (2019). A libertação dos oprimidos. Educação Em Perspectiva, 10, e019030. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v10i0.7082