Pedagogia das imagens na educação infantil

mini-histórias e a documentação pedagógica

Palavras-chave: Mini-histórias, Educação infantil, Imagens, Documentação pedagógica

Resumo

O presente estudo caracterizado de pesquisa-formação foi realizado com crianças e educadoras em uma escola municipal de Educação Infantil, de Novo Hamburgo/RS. Por meio de argumentações, o caráter cooperativo desse trabalho buscou esclarecer de que forma a construção de saberes na Educação Infantil é desenvolvida e potencializada em práticas narradas pelas imagens e textos, no jogo comunicativo de mini-histórias. Ao debater sobre as mini-histórias como espaço de jogo à construção de uma Pedagogia das imagens culturais e à apropriação de sentido das diferentes linguagens produzidas nas interações infantis, concluímos que os registros visibilizam as intercomunicações e os vínculos formativos para a criação de conhecimentos das crianças e para a elaboração da documentação pedagógica. As mini-histórias carregam marcas de diferentes ações performatizadas por imagens, apoiando as relações no círculo dos participantes, materializando formas de agir no mundo à autocompreensão das crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiele Borges dos Santos, Universidade La Salle

Graduada em Pedagogia (UNILASALLE) e Professora da rede municipal de Novo Hamburgo/RS. Membro do Núcleo de Pesquisas sobre Tecnologias na Educação (NETE/UNILASALLE/CNPq).

Elaine Conte, Universidade La Salle

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade La Salle e Líder do Núcleo de Estudos sobre Tecnologias na Educação (NETE/UNILASALLE/CNPq).

Adilson Cristiano Habowski, Universidade La Salle

Doutorando em Educação na Universidade La Salle (UNILASALLE). Mestre em Educação pela UNILASALLE. Bolsista da CAPES. Integrante do Núcleo de Estudos sobre Tecnologias na Educação (NETE/UNILASALLE/CNPq).

Referências

ALTIMIR, David. ¿Como escuchar a la infancia? Barcelona: Octaedro, 2010.

AZAMBUJA, Paula Lima; CONTE, Elaine; HABOWSKI, Adilson Cristiano. O planejamento docente na educação infantil: metamorfoses e sentidos ao aprender. Pesquisa em Foco. São Luís, v. 22, n. 2, p. 157-178, jul./dez. 2017.

AZEVEDO, Ana; SOUSA, Joana. A documentação pedagógica em contexto de creche: a partilha de poder. Cadernos de Educação de Infância. Lisboa, n. 91, p. 34-39, set./dez. 2010.

BARBOSA, Maria Carmen Silveira; FERNANDES, Susana Beatriz. Uma ferramenta para educar-se e educar de outro modo. Revista Pátio Educação Infantil. Porto Alegre, ano X, n. 30, p. 8-11, jan./mar. 2012.

BRANCO, Lilian Soares Alves; CONTE, Elaine; HABOWSKI, Adilson Cristiano. A observação da cultura escolar para a revisão de práticas pedagógicas. In: IV SIPASE: Seminário Internacional Pessoa Adulta, Saúde e Educação. Anais... Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018. p. 1-10.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, 1990.

CARVALHO, Rodrigo Saballa de; FOCHI, Paulo Sérgio. Pedagogia do cotidiano: reivindicações do currículo para a formação de professores. Em Aberto. Brasília, v. 30, n. 100, p. 23-42, set./dez. 2017.

CRUZ, Silvia Helena Vieira; CRUZ, Rosimeire Costa de Andrade. O ambiente na educação infantil e a construção da identidade da criança. Em Aberto. Brasília, v. 30, n. 100, p. 71-81, set./dez. 2017.

DAHLBERG, Gunilla; MOSS, Peter; PENCE, Alan. Qualidade na educação da primeira infância: perspectivas pós-modernas. Porto Alegre: Artmed, 2003.

DAVOLI, Mara. Documentar processos, recoger señales. In: Red Territorial de Educación Infantil de Cataluña. Documentar la vida de los niños y las ninãs em la escuela. Barcelona: Ediciones Octaedro/Rosa Sensat, 2011. p. 15-26.

FARIA, Ana Lúcia Goulart de; DEMARTINI, Zeila de Brito Fabri; PRADO, Patrícia Dias. Por uma cultura da infância: metodologias de pesquisa com crianças. 2 ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

FOCHI, Paulo Sergio. Abordagem da documentação pedagógica na investigação praxiológica de contextos de Educação Infantil. 2017. 218 f. Projeto de qualificação de tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

FOCHI, Paulo Sergio. Afinal, o que os bebês fazem no berçário? Comunicação, autonomia e saber-fazer de bebês em um contexto de vida coletiva. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. 1 ed. São Paulo: UNESP, 2000.

FREIRE, Paulo. Professora, sim; Tia, não: cartas a quem ousa ensinar. 24 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GANDINI, Lella; GOLDHABER, Jeanne. Duas reflexões sobre a documentação. In: GANDINI, Lella; EDWARDS, Carolyn (org.). Bambini: a abordagem italiana à Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 2002. p. 150-169.

HELM, Judy Harris; BENEKE, Sallee (org.). O poder dos projetos: novas estratégias e soluções para a educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2005.

HOYUELOS, Alfredo. Documentació com a narració i argumentació. Guix d’Infantil. Barcelona, n. 39, p. 5-9, Sept./Oct. 2007.

JOSSO, Marie Christine. As figuras de ligação nos relatos de formação: ligações formadoras, deformadoras e transformadoras. Educação e pesquisa. São Paulo, v. 32, n. 2, p. 373-383, maio/ago. 2006.

LOBORUK, Jaqueline Cadore. Experiências educativas no berçário: as narrativas visuais como construção do conhecimento para estar com os bebês. 2016. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Docência Infantil) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

MALAGUZZI, Loris. Ao contrário, as cem existem. In: EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George (org.). As cem linguagens da criança: a abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Porto Alegre: Artmed, 1999. p. 1.

MARQUES, Amanda Cristina Teagno Lopes; ALMEIDA, Maria Isabel de. A documentação pedagógica na Educação Infantil: traçando caminhos, construindo possibilidades. Revista Educação Pública. Cuiabá, v. 20, n. 44, p. 413-428, set./dez. 2011.

MELO, Nedir Santana de. O significado do protagonismo infantil para professores de Educação Infantil de uma escola da rede privada de ensino da cidade de Manaus. 2011. 71 f. Relatório Final (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIB-SA/0071/2010) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2011.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; FORMOSINHO, João. Pedagogia-em-Participação: a documentação pedagógica no âmago da instituição dos direitos da criança no cotidiano. Em Aberto. Brasília, v. 30, n. 100, p. 115-130, set./dez. 2017.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; FORMOSINHO, João. Pedagogia-em-Participação: a perspectiva educativa da Associação Criança. Portugal: Porto Editora, 2013.

PUGENS, Natália de Borba; CONTE, Elaine; HABOWSKI, Adilson Cristiano. Pedagogia científica na Educação Infantil: pressupostos montessorianos. Revista Intersaberes. Canoas, v. 13, n. 29, p. 354-368, maio/ago. 2018.

RINALDI, Carla. Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar, aprender. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

VIAL, Indiana Picolo. Documentação pedagógica no berçário: reflexões, registros e propostas. 2014. 59 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Universidade Federal da Fronteira Sul, Erechim, 2014.

ZABALZA, Miguel Ángel. Qualidade em Educação Infantil. Tradução de Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Publicado
2019-12-29
Como Citar
Santos, C. B. dos, Conte, E., & Habowski, A. C. (2019). Pedagogia das imagens na educação infantil: mini-histórias e a documentação pedagógica. Educação Em Perspectiva, 10, e019042. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v10i.8127
Seção
Pesquisas