História de vida e formação de professores

uma pesquisa do tipo estado da arte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v11i.8513

Palavras-chave:

História de vida, Formação de professores, (Auto)biografia

Resumo

Este artigo apresenta uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo Estado da Arte sobre História de Vida e Formação de Professores. A investigação tem o objetivo de mapear e analisar as histórias de vida em relação à formação dos professores a partir das considerações finais das teses e dissertações, durante o período de 2013 a 2018, com vistas a compreender o que essas pesquisas têm revelado. Por meio da análise de dados foi possível identificar, a partir das 47 pesquisas selecionadas, que a metodologia História de Vida permite ao profissional investigado uma reflexão mais aprofundada sobre a sua formação e a importância do papel do outro no desenvolvimento profissional docente. Os resultados revelaram também que falar de si, narrar a própria história para si e para o outro, constituem um processo formativo de grande valia para o professor sobre a sua identidade docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nayara Cristina Bagatin Corrêa, Universidade Federal do Paraná

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação: Teoria e Prática de Ensino da Universidade Federal do Paraná - UFPR. 

Jacques de Lima Ferreira, Universidade Federal do Paraná

Pós-Doutor pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto - Portugal, Pós-Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná. Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação (Acadêmico) da Universidade Federal do Paraná. 

Brígida Karina Liechocki, Universidade Federal do Paraná

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação: Teoria e Prática de Ensino da Universidade Federal do Paraná - UFPR. 

Referências

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Memória, narrativas e pesquisa autobiográfica. Revista História da Educação, Pelotas, v. 7, n. 14, p. 79-95, jul./dez. 2003. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/asphe/article/view/30223/pdf. Acesso em: 03 set. 2019.

ANDRÉ, Marli. A pesquisa sobre formação de professores: contribuições à delimitação do campo. In: DALBEN, Ângela et al. (org.) Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 273-287.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. 3. ed. São Paulo: Edições 70, 2016.

BUENO, Belmira Oliveira. Autobiografia e formação de professores: um estudo sobre representações de alunas de um curso de magistério. 1996. 229 f. Tese (Livre Docência) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.

BUENO, Belmira Oliveira. O método autobiográfico e os estudos com histórias de vida de professores: a questão da subjetividade. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 11-30, jan/jun. 2002. https://doi.org/10.1590/S1517-97022002000100002.

BUENO, Belmira Oliveira et al. Histórias de vida e autobiografias na formação de professores e profissão docente (Brasil, 1985-2003). Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 385-410, maio/ago. 2006. https://doi.org/10.1590/S1517-97022006000200013.

CATANI, Denice Barbara. Ensaios sobre a produção e circulação dos saberes pedagógicos. 1994. 167 f. Tese (Livre Docência) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 1994.

CAVACO, Carmen de Jesus Dores. Formação de educadores numa perspectiva de construção do saber – contributos da abordagem biográfica. Caderno Cedes, Campinas, v. 35, n. 95, p. 75-89, jan./abr. 2015. https://doi.org/10.1590/CC0101-32622015146876.

CUNHA, Maria Isabel da. O tema da formação de professores: trajetórias e tendências do campo na pesquisa e na ação. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 609-625, jul./set. 2013. https://doi.org/10.1590/S1517-97022013005000014.

DELORY-MOMBERGER, Christine. A pesquisa biográfica ou a construção compartilhada de um saber do singular. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, Salvador, v. 1, n. 1, p. 133-147, jan./abr. 2016. https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2016.v1.n1.p133-147

DOMINICÉ, Pierre. A formação de adultos confrontada pelo imperativo biográfico. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 345-357, maio/ago. 2006. https://doi.org/10.1590/S1517-97022006000200010.

GOODSON, Ivor F. Narrativas em Educação: a vida e voz dos professores. Porto: Porto Editora, 2015. Coleção Educação e Formação.

HOBOLD, Márcia de Souza. Desenvolvimento profissional dos professores: aspectos conceituais e práticos. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 13, n. 2, p. 425-442, maio/ago. 2018. https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.13i2.0010.

JOSSO, Marie-Christine. História de vida e projeto: a história de vida como projeto e as “histórias de vida” a serviço de projetos. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 11-23, jul./dez. 1999. https://doi.org/10.1590/S1517-97021999000200002.

MARCELO GARCÍA, Carlos. A identidade docente: constantes e desafios. Formação Docente - Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 109-131, ago./dez. 2009. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/article/134/. Acesso em: 29 abr. 2019.

MARCELO GARCÍA; Carlos; PRYJMA, Marielda. A aprendizagem docente e os programas de desenvolvimento profissional. In: PRYJMA, Marielda (org.). Desafios e trajetórias para o desenvolvimento profissional docente. Curitiba: Editora UTFPR, 2013. p. 37-53.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António. Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2013. p. 11-30. Coleção Ciências da Educação.

RODRIGUES JÚNIOR, José Carlos. Narrativas de vida e saberes de professores de Educação Física. Curitiba: Appris, 2016.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte” em Educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez. 2006. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/24176. Acesso em: 07 abr. 2019.

SOUZA, Elizeu Clementino de. A arte de contar e trocar experiências: reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação. Revista Educação em Questão, Natal, v. 25, n. 11, p. 22-39, jan./abr. 2006. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/8285/5958. Acesso em: 02 out. 2019.

SOUZA, Elizeu Clementino de. (Auto)biografia, Identidades e Alteridade: modos de narração, escritas de si e práticas de formação na Pós-Graduação. Revista Fórum Identidades, Itabaiana, ano 2, v. 4, p. 37-50, jul./dez. 2008. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/article/view/1808. Acesso em: 28 abr. 2019.

SOUZA, Elizeu Clementino de; D’ÁVILA, Cristina. Abordagem biográfica e pesquisa educacional: convergências teórico-metodológicas e práticas de formação. In: DALBEN, Ângela et al. (org.) Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 441-462.

VENTURA, Lidnei; CRUZ, Dulce Márcia. Metodologia de narrativas autobiográficas na formação de educadores. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 19, n. 60, p. 426-446, jan./mar. 2019. http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.060.AO06.

VOSGERAU, Dilmeire Sant’Anna Ramos; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-189, jan/abr. 2014. http://dx.doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.041.DS08.

Publicado

2020-09-30

Como Citar

Corrêa, N. C. B., Ferreira, J. de L. ., & Liechocki, B. K. (2020). História de vida e formação de professores: uma pesquisa do tipo estado da arte. Educação Em Perspectiva, 11(.), e020024. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v11i.8513