Representações sociais de discentes do curso de Engenharia de Alimentos sobre a relação professor-estudantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v12i01.9758

Palavras-chave:

Representação Social, Ensino-aprendizagem, Relação professor-estudantes

Resumo

O artigo apresenta resultados de uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa, cujo objetivo geral foi compreender os sentidos atribuídos por estudantes para a relação professor-estudantes, e o objetivo específico visava destacar a organização do conteúdo das representações de relação professor-estudantes. Na produção de dados, aplicamos um questionário a 53 estudantes do Curso de Engenharia de Alimentos com a Técnica Associação Livre de Palavras. Na análise dos dados usamos operações estatísticas simples, as quais ajudaram a organizar a estrutura das representações dos sujeitos. Os resultados apontam que para alguns estudantes, a relação professor-estudantes tem sentido de amizade, respeito, compreensão, empatia, ao passo que para outros têm sentido de distanciamento, hierarquia, dificuldade, o que nos faz concluir que tais representações discrepantes são produtos histórico-sociais relacionados às práticas dos indivíduos, que podem influenciar diretamente o processo de aprendizagem dos graduandos.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marinalva Lopes Ribeiro, Universidade Estadual de Feira de Santana

Pós- doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Professora Plena do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da UEFS.

Alexsandra de Santana Soares Silva, Universidade Estadual de Feira de Santana

Especialista em Supervisão Escolar e Psicopedagogia. Mestranda em Educação pela Universidade Estadual de Feira de Santana.

Referências

ABRIC, Jean-Claude. Central system, peripheral system: their functions and roles in the dynamics of social representations. Papers on Social Representations – Textes sur les représentations Sociales, Austria, v. 2 (2), p. 75-78, 1993.

ABRIC, Jean-Claude (org.). Pratiques sociales et représentations. Paris: Presses universitaires de France, 1997.

ALMEIDA, Ângela Maria de Oliveira. Abordagem societal das representações sociais. Sociedade e Estado. Brasília, v. 24, n. 3, p. 713-737, set./dez. 2009.

AROEIRA, Kalline Pereira; MERLO, Francyne Wolkartte. Relação professor e aluno no ensino superior: reflexões no contexto de formação de professores de Educação Física. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO, XVI ENDIPE, 2012, Campinas, SP. Anais... Campinas: UNICAMP, 2012.

ARRUDA, Ângela. Viver é muito perigoso: a pesquisa em representações sociais no meio do redominho. In: COUTINHO, Maria da Penha (org.). Representações sociais: abordagem interdisciplinar. João Pessoa, PB: Editora Universitária, 2003.

AZEVEDO, Rayanne Linhares. De quem é a Universidade? Um estudo sobre a relação de poder na interação aluno-professor. 2018. 152f. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde) – Universidade de Brasília, Brasília, 2018.

BARROS, Flávia Regina. Impactos afetivos das práticas pedagógicas no ensino superior: o olhar dos alunos. 2017. 278f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2017.

CAVACA, Aline Guio et al. A relação professor-aluno no ensino da Odontologia na Universidade Federal do Espírito Santo. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, out. 2010. Disponível: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462010000200008&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 14 jan. 2019.

COSSO, Esther. Representações sociais de professores e alunos do ensino superior sobre relação professor e aluno. 2017. 89f. Tese (Doutorado em Psicologia Educacional) – Centro Universitário Fieo, Osasco, SP, 2017.

CUNHA, Maria Isabel. A universidade: desafios políticos e epistemológicos. In: CUNHA, Maria Isabel. (org.). Pedagogia universitária: energias emancipatórias em tempos neoliberais. Araraquara, SP: Junqueira&Marin, 2006.

DAY, Christopher. Pasión por enseñar: La identidad personal y professional del docente y sus valores. Madrid: Narcea, 2011.

GILLY, Michel. Les représentations sociales dans le camp éducatif. In: JODELET, Denise. (dir.). Les représentations sociales. Paris: Presses universitaires de France, 1989, p.363-384.

JODELET, Denise. Les représentations sociales. Paris: Presses universitaires de France, 1989.

LOMBARDI, Maria Rosa. A engenharia brasileira contemporânea e a contribuição das mulheres nas mudanças recentes do campo profissional. Revista Tecnologia e Sociedade, Curitiba, PR, n. 2, p. 109-131, 1º. sem. 2006.

MASETTO, Marcos Tarcísio. Competência pedagógica do professor universitário. 2. ed. rev. São Paulo: Summus, 2012.

MOSCOVICI, Serge. O fenômeno das representações sociais. In: MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003, p. 29-109.

MOTA, Clebson dos Santos Mota. A influência da relação afetiva entre professores e estudantes do curso de educação física da UEFS no processo de formação acadêmica. 2017. 154f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, BA, 2017.

NÓBREGA, S. M; COUTINHO, M. P. L. O Teste de Associação Livre de Palavras. In: COUTINHO, M. P. L. (org.). Representações sociais: Abordagem Interdisciplinar. João Pessoa, PB: Editora Universitária, 2003.

NÓVOA, A. A Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

OLIVEIRA, Clarissa Tochetto de et al. Percepções de estudantes universitários sobre a relação professor-aluno. Revista Quadrimestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v.18, n. 2, p. 239-246, maio/agos. de 2014.

PEREIRA, ALEXANDRE BRITTO. Afetividade na relação professor-aluno: uma pesquisa bibliográfica exploratória. 2017. 144f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

RATEAU, P., et al. Social Representation Theory. In: VAN LANGE, P. A. M.; KROGLANSKI, A. W.; HIGGINS, E. T. (orgs.). Handbook of theories of social psychology, v. 2. London: SAGE, 2012.

ROUQUETTE, M.; RATEAU, P. Introduction à l’étude des représentations sociales.

Saint-Martin-d’Hères (Isère): PUG, 1998.

RIBEIRO, M. L.; JUTRAS, F.; LOUIS, R. Análise das representações sociais de afetividade na relação educativa. Psicologia da Educação, São Paulo, SP, 20, p. 31-54, 1º sem. 2005.

RIBEIRO, M. L. A afetividade na relação educativa. Estud. psicol., Campinas, SP, v. 27, n.3, p. 403-412, set. 2010.

SOUZA, Cleudinéte Ferreira dos Santos. Relação afetiva entre professora e estudantes do Ensino Superior: sentidos, desafios e possibilidades. 2016. 171f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Feira de Santana. Feira de Santana, BA, 2016.

VERAS, Renata da Silva; FERREIRA, Sandra Patrícia Ataíde. A afetividade na relação professor-aluno e suas implicações na aprendizagem, em contexto universitário. Educar em Revista, Curitiba, PR, set. /dez. 2010. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=155018477015>. Acesso em: 7 maio 2019.

Publicado

2023-11-30

Como Citar

RIBEIRO, M. L.; SILVA, A. de S. S. Representações sociais de discentes do curso de Engenharia de Alimentos sobre a relação professor-estudantes. Educação em Perspectiva, Viçosa, MG, v. 12, p. e021014, 2023. DOI: 10.22294/eduper/ppge/ufv.v12i01.9758. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/educacaoemperspectiva/article/view/9758. Acesso em: 22 fev. 2024.