O jogo computacional como ferramenta de ensino e aprendizagem para alunos com dislexia – uma experiência nas salas multifuncionais de Cerro Largo – RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21284/elo.v9i.10508

Palavras-chave:

Distúrbio de leitura. Inclusão escolar. Instrumentalização a alunos e a professores

Resumo

Este trabalho consiste em aplicar atividades de um software, desenvolvido pela coordenadora da proposta do projeto de extensão, em alunos da rede municipal da cidade de Cerro Largo diagnosticados com dislexia. As atividades propostas servem como estímulos para aumentar e potencializar a consciência fonêmica, a partir de jogos de identificação e reconhecimento de letras, palavras, frases, rimas e sons, analisando sua eficácia por meio da comparação dos desempenhos obtidos em testes de leitura realizados antes e após a utilização do aplicativo Estimugame. Dessa forma, o objetivo principal deste projeto é colaborar com os professores que atuam na sala de recursos, propiciando ferramentas próprias para estimular a leitura em alunos com dislexia. Nesse sentido, a partir do projeto de extensão, tem-se possibilitado que muitos alunos com dislexia recebam um auxílio específico para as dificuldades de leitura, o que vem se mostrando eficaz a cada semana. Todos os participantes estão acompanhando e superando, mesmo que lentamente, suas limitações, buscando melhorar a cada etapa do projeto. Assim, esperamos auxiliar os profissionais da educação diante das dificuldades que os alunos apresentam em relação à dislexia, respeitando as suas limitações e a subjetividade de cada criança para vencer seus obstáculos e construir os seus conhecimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jeize de Fátima BATISTA, UFFS

Possui graduação em Letras-Espanhol pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (1999), Especialização em Língua Espanhola e Cultura Hispânica (URI- 2001), Mestrado em Letras: área de concentração em Linguística Aplicada, pela Universidade Católica de Pelotas (2005) e Doutora em letras pela UniRitter - Porto Alegre (2017). Trabalhou como professora (horista) da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, com disciplinas de Língua portuguesa, Linguística, Língua Espanhola, Análise do Discurso e Práticas de Ensino em nível de Graduação e Pós-Graduação. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Estrangeira Moderna-Espanhol e Língua Portuguesa, atuando principalmente no seguintes temas: leitura, discurso, ensino-aprendizagem de línguas. Também atuou como professora de Língua Portuguesa, Redação e Língua Espanhola nas turmas de 6º ano a 8ª série do Ensino Fundamental e com Redação no 1º ano do Ensino Médio da Escola da URI- Santo Ângelo até outubro de 2013. Atualmente é docente, dedicação exclusiva 40h - Língua Portuguesa- da Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), campus de Cerro Largo.

Ana Cecília Teixeira GONÇALVES, UFFS

Possui graduação no Curso de Licenciatura em Letras ? Língua Portuguesa/Literaturas ? pela Universidade Federal de Santa Maria (2005), mestrado em Letras, área de concentração: Estudos da Linguagem (linha de pesquisa: discurso e aquisição), pela Universidade Federal de Santa Maria (2008), doutorado em Letras, área de concentração: Estudos da Linguagem (linha de pesquisa: linguagem e interação), pela Universidade Federal de Santa Maria (2015). Desde 2010, é professora do Curso de Letras Português e Espanhol ? Licenciatura, da Universidade Federal da Fronteira Sul. Foi coordenadora do Programa Institucional de bolsas de iniciação à docência (PIBID), edital 2018. Realiza pesquisas nas seguintes áreas: Linguística Aplicada; Ensino e aprendizagem de Língua Portuguesa; Formação docente.

Cleusa Inês ZIESMANN, UFFS

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijui). Especialista em Interpretação, tradução e Docência de Língua Brasileira de Sinais (Uníntese). Especialista em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (FACISA). Especialista em Educação Especial Inclusiva (UNIASSELVI). Graduada em Pedagogia / Orientação e Supervisão Escolar pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Atualmente é professora na Universidade Federal da Fronteira Sul /campus Cerro Largo/RS. É membro do grupo de Pesquisa GEPETEC e do Grupo de Estudos e Pesquisa Direitos Humanos, Movimentos e Instituições da UFFS de Cerro Largo/RS. É líder do grupo de Estudos e Pesquisas Em Educação Especial/Inclusiva - GEPEI. Atua na área de Educação, com ênfase em Educação Especial/Inclusiva, Língua Brasileira de Sinais, Atendimento Educacional Especializado e Formação de Professores.

Downloads

Publicado

2020-09-22

Como Citar

BATISTA, J. de F., GONÇALVES, A. C. T. ., & ZIESMANN, C. I. (2020). O jogo computacional como ferramenta de ensino e aprendizagem para alunos com dislexia – uma experiência nas salas multifuncionais de Cerro Largo – RS. Revista ELO – Diálogos Em Extensão, 9, 1-17. https://doi.org/10.21284/elo.v9i.10508

Edição

Seção

Artigos