APLICAÇÃO DE EFLUENTE DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO EM SOLO CULTIVADO COM GRAMA ESMERALDA (Zoysia japonica)

Jaíza Ribeiro Mota e Silva, Luiz Fernando Coutinho de Oliveira, Ronaldo Fia

Resumo


Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de diferentes taxas de efluente proveniente da Estação de Tratamento de Esgoto da Universidade Federal de Lavras nas características químicas do solo, na produtividade e na composição química da grama Esmeralda (Zoysia japonica). Avaliou-se o pH, condutividade elétrica (CE), matéria orgânica (MO), nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), sódio (Na), cálcio (Ca) e magnésio (Mg) do solo e a produtividade de matéria seca e os teores foliares de N, P, K, Na, Ca e Mg da grama Esmeralda. O esquema experimental adotado foi o delineamento em blocos casualizados, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância, empregando-se o teste F, e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey, ambos a 5% de probabilidade. Após análise, verificou-se que a aplicação do efluente nas diferentes taxas proporcionou aumento significativo nos valores de pH, K, Ca, Mg, e Na do solo e na produtividade de matéria seca e nos teores foliares de N, P, K e Na da grama Esmeralda. No entanto, recomenda-se que a aplicação do efluente seja avaliada por períodos de monitoramento superiores aos deste trabalho, visto que é importante observar as variações climáticas, as condições do solo e o efeito da aplicação do efluente em longo prazo.

Palavras-chave


água residuária, fertilidade do solo, nutrição de plantas, reúso de água

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v27i2.871

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 ENGENHARIA NA AGRICULTURA / Engineering in Agriculture