ANÁLISE DA FUNCIONALIDADE DO PRONAF AGROECOLOGIA EM UMA PROPRIEDADE NA REGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL

  • Anderson Leandro Schneider UERGS Unidade Três Passos
  • Danni Maisa da Silva Docente da UERGS
  • Paulo Vanderlei Vargas Groff Docente UERGS
  • Eduardo Lorensi de Souza https://orcid.org/0000-0003-4834-0066
  • Adriana Helena Lau Docente UERGS
  • Maiqueli Patrícia Ehrembrink Acadêmica do Curso de Bacharelado em Agronomia da UERGS, Unidade Três Passos
  • Aaron Concha Vasquez Hengles Docente UERGS https://orcid.org/0000-0002-7707-8020
  • Diego Armando Amaro da Silva UERGS Unidade Três Passos
Palavras-chave: PRONAF Agroecologia, crédito rural, política pública

Resumo

A partir da criação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - PRONAF Agroecologia abriu-se a oportunidade para que produtores pudessem financiar o processo de transição ou adequação de suas unidades produtivas as formas agroecológicas de produção. Distante conceitualmente de limitar-se ao aspecto econômico, tampouco excluindo tal critério, a produção agroecológica necessita, com determinada frequência, de aportes financeiros principalmente em sua fase transitória de sistemas convencionais para sistemas agroecológicos. Partindo do princípio da existência de uma modalidade específica para o financiamento da consolidação da Agroecologia no Brasil, o PRONAF Agroecologia, busca-se através deste estudo, compreender a essência conjuntural de tal política. Para tal, realizou-se um estudo de caso em uma propriedade possuidora de certificação orgânica e tomadora de recursos do PRONAF Agroecologia. Foram analisados aspectos relacionados à acessibilidade de tal política pública, bem como se comparou suas características com as linhas de crédito já existentes e disponíveis ao financiamento dos modelos tradicionais de produção agrícola. Constatou-se grande similaridade do modelo de financiamento agroecológico com as modalidades tradicionais do PRONAF. Mudanças nos prazos e metodologias de trabalho serão necessários para concretizar esta ferramenta de financiamento dos projetos agroecológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Leandro Schneider, UERGS Unidade Três Passos
Especialista em Segurança Alimentar e Agrologia, UERGS Unidade Três Passos
Danni Maisa da Silva, Docente da UERGS
Docente da UERGS. Unidade em Três Passos, Rua Cipriano Barata, 211 - Bairro Érico Veríssimo - Três Passos/RS. CEP: 98600-000. Contato (55) 3522-2895. E-mails: danni-silva@uergs.edu.br
Paulo Vanderlei Vargas Groff, Docente UERGS
Docente da UERGS, Unidade Frederico Westphalen
Eduardo Lorensi de Souza
Docente da UERGS. Unidade em Três Passos, Rua Cipriano Barata, 211 - Bairro Érico Veríssimo - Três Passos/RS. CEP: 98600-000. Contato (55) 3522-2895.
Adriana Helena Lau, Docente UERGS
Docente UERGS, Unidade São Francisco de Paula
Maiqueli Patrícia Ehrembrink, Acadêmica do Curso de Bacharelado em Agronomia da UERGS, Unidade Três Passos
Acadêmica do Curso de Bacharelado em Agronomia da UERGS, Unidade Três Passos
Aaron Concha Vasquez Hengles, Docente UERGS
Docente UERGS, Reitoria
Diego Armando Amaro da Silva, UERGS Unidade Três Passos
Especialista em Segurança Alimentar e Agrologia, UERGS Unidade Três Passos, Mestre em Agronomia - Agricultura e Ambiente - UFSM, Frederico Westphalen

Referências

ANJOS, F.S. dos; GODOY, W.I., CALDAS, N.V. et al. Agricultura familiar e políticas públicas: impacto do PRONAF no Rio Grande do Sul. Revista de Economia e Sociologia Rural, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, p. 529-548, 2004.

ASSIS, R.L. de. Desenvolvimento rural sustentável no Brasil: perspectivas a partir da integração de ações públicas e privadas com base na agroecologia. Economia Aplicada, v. 10, n. 1, p. 75-89, 2006.

BRASIL. Banco Central do Brasil. Manual de Crédito Rural – MCR. Disponível em: <http://www3.bcb.gov.br/mcr/>. Acesso em: 10/07/2014.

BRASIL, 2013. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Cartilha Plano Safra da Agricultura Familiar 2013/2014. Disponível em: <http://www.fetaep.org.br/Agricola/cartilha_mda_plano_safra_2013-2014.pdf>. Acesso em: 22/10/2013.

BRASIL, 2014. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Condições do Crédito Rural – Plano de Safra 2014/2015. Disponível em: <http://www.mda.gov.br/sitemda/sites/sitemda/files/user_img_19/Condições%20do%20Crédito%202014-2015.pdf>. Acesso em: 22/09/2014.

BORGES, J.L. A transição do MST para a agroecologia. 2007. 166 f. Dissertação (Mestre em Ciências Sociais), Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Universidade Estadual de Londrina: Londrina, 2007.

CAPORAL, F.R. Em defesa de um Plano Nacional de Transição Agroecológica: compromisso com as atuais e nosso legado para as futuras gerações. Brasília, 2009. Disponível em: <https://www.dropbox.com/s/q8z3qoejrfgw1nc/Em%20defesa%20de%20um%20plano%20nacional%20de%20transi%C3%A7%C3%A3o%20agroecol%C3%B3gica%20final.pdf>. Acesso em: 01/08/2014.

CAPORAL, F.R.; PETERSEN, P. Agroecologia e políticas públicas na América Latina: o caso do Brasil. Agroecología, n. 6, p. 63-74, 2012.

CÁRDENAS, R.R. Identificação e avaliação de mecanismos financeiros de suporte em processos de adaptação/mitigação às mudanças climáticas na cafeicultura familiar – O caso de Minas Gerais (Brasil). 2013. Disponível em: <http://www.coffeeandclimate.org/findings.html?file=tl_files/CoffeeAndClimate/Brazil/findings%20Brazil/Cardenas_Sumario%20Executivo%3A%20Identificacao%20e%20avaliacao%20de%20mecanismos%20financeiros_PORT.pdf>. Acesso em: 23/07/2014.

COSTABEBER, J.A.; MOYANO ESTRADA, E. Transição agroecológica e ação social coletiva. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, v. 1, n. 4, p. 50-60, 2000. Disponível em: <http://coral.ufsm.br/desenvolvimentorural/textos/28.pdf>. Acesso em: 10/12/2013.

VARGAS, D.L.; DORNELES, M.A.R.; HILLIG, C. 10913-A Retórica de Diversificação e Sustentabilidade e o Viés Produtivista do Pronaf em Cachoeira do Sul/RS. Cadernos de Agroecologia, v. 6, n. 2, 2012.

DE CONTI, B.M.; ROITMAN, F.B. Pronaf: uma análise da evolução das fontes de recursos utilizadas no programa. Revista do BNDES, v. 35, p. 132, 2011.

FÁVERO, C. Elaboração participativa do plano safra do território da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais. Cadernos de Agroecologia, v. 2, n. 2, 2007.

FERRARI, E.A.; ABRAÃO, S.S. PRONAF Agroecologia: sistematização de uma experiência desenvolvida na Zona da Mata de Minas Gerais. Articulação Nacional de Agroecologia. Minas Gerais: ANA, 2007. Disponível em: <http://www.ctazm.org.br/arquivos_internos/publicacoes/PRONAFAgroecologia.pdf>. Acesso em: 17/12/2013.

FINATTO, R.A.; SALAMONI, G. Agricultura familiar e agroecologia: perfil da produção de base agroecológica do município de Pelotas/RS. Sociedade & Natureza, v. 20, n. 2, p. 199-217, 2008.

GAZOLLA, M.; SCHNEIDER, S. Qual "fortalecimento" da agricultura familiar?: uma análise do Pronaf crédito de custeio e investimento no Rio Grande do Sul. Revista de Economia e Sociologia Rural, Piracicaba, v. 51, n. 1, p. 45-68, 2013.

GRISA, C.; SCHNEIDER, S. Três Gerações de Políticas Públicas para a Agricultura Familiar e Formas de Interação entre Sociedade e Estado no Brasil. RESR, Piracicaba-SP, v. 52, Supl. 1, p. S125-S146, 2014 – Impressa em Fevereiro de 2015.

GOMES, F.L. Extensão em Agroecologia: Redesenhando Sistemas de Produção de Hortaliças no Agreste Alagoano. Cadernos de Agroecologia, v. 4, n. 1, 2009.

LIMA, F.A.X. Políticas públicas de ATER e agroecologia: uma análise comparada no estado de Pernambuco. Revista de Extensão e Estudos Rurais, v. 6, n. 1, Jan./Jun., 2017.

MATTEI, L. Análise da produção acadêmica sobre o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) entre 1996 e 2006. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v. 18, no. 1, 2010: p. 56-97.

VON DER WEID, J.M. A transição agroecológica das políticas de crédito voltadas para a agricultura familiar. Revista Agriculturas, v. 3, n. 1, abr. 2006.

VON DER WEID, J.M. Financiamento da Transição Agroecológica. Caderno do II Encontro Nacional de Agroecologia. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/estruturas/pda/_arquivos/caderno_financiamentos_51.pdf>. Acesso em: 19/12/2013.

SAMBUICHI, R.H.R.; OLIVEIRA, M.A.C. Análise das linhas de crédito do PRONAF para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar. Cadernos de Agroecologia, v. 6, n. 2, 2011.

SCHNEIDER, S. A abordagem territorial do desenvolvimento rural e suas articulações externas. Sociologias, v. 6, n. 11, p. 88-125, 2004.

SHIKI, S. Política agrária e conservação da biodiversidade no Brasil. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 2, 2010.

SILVA, F.C.; SANT’ANA, A.L.; MAIA, A.H. Public policy on the family farming sector in Brazil: Towards a model of sustainable agriculture. African Journal of Agricultural Research. v. 13, n. 33, p. 1719-1729, Aug., 2018.

SILVA, L.M.S.; MARTINS, S.R. Impactos das limitações epistêmicas sobre sustentabilidade nas ações do Pronaf na porção sudeste do Pará. Agricultura Familiar, Belém, (UFPA), v. 8, p. 7-28, 2005-2008 (publicado apenas em 2009).

SOUZA, P.M.; NEY, M.G.; PONCIANO, N.J. Evolução da distribuição dos financiamentos do PRONAF entre as unidades da federação, no período de 1999 a 2009. Revista Brasileira de Economia, v. 65, n. 3, p. 303-313, 2011.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Schneider, A. L., Silva, D. M. da, Groff, P. V. V., Souza, E. L. de, Lau, A. H., Ehrembrink, M. P., Hengles, A. C. V., & Silva, D. A. A. da. (2020). ANÁLISE DA FUNCIONALIDADE DO PRONAF AGROECOLOGIA EM UMA PROPRIEDADE NA REGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 10(1), 164-174. https://doi.org/10.21206/rbas.v10i1.9280

Most read articles by the same author(s)