EQUAÇÃO DE LONGEVIDADE PARA SEMENTES DE CAFÉ (Coffea arabica L.)

Autores

  • Roberto Sinício

DOI:

https://doi.org/10.13083/reveng.v19i4.173

Palavras-chave:

Armazenamento, Germinação, Modelo de Probit, Modelo Matemático, Previsão

Resumo

Objetivou-se equacionar a longevidade de sementes de café usando o Modelo de Probit. Valores obtidos da literatura de curvas de sobrevivência de sementes de café, armazenadas sob diferentes temperaturas e teores de água, foram transformados em probit e utilizados em regressões lineares e não lineares para determinação dos coeficientes de equações de viabilidade. Os resultados das análises permitiram concluir que: um modelo quadrático apresentou ajuste adequado, com desvio padrão de 8,9% de germinação, para equacionar a perda de germinação de sementes de café armazenadas, enquanto o modelo tradicional apresentou desvio padrão de 15,1% de germinação; a regressão não linear, comparada com a regressão linear múltipla, resultou em menores 1,5 a 2,2 vezes desvios padrão na determinação dos coeficientes da equação do desvio padrão da frequência de distribuição das sementes mortas durante o período de armazenamento (?); e as sementes de café não apresentaram comportamento de ortodoxas, indicado pelas variações não lineares do logaritmo de ? em função das variações do logaritmo do teor de água das sementes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-09-01

Como Citar

Sinício, R. (2011). EQUAÇÃO DE LONGEVIDADE PARA SEMENTES DE CAFÉ (Coffea arabica L.). Revista Engenharia Na Agricultura - REVENG, 19(4), 287–297. https://doi.org/10.13083/reveng.v19i4.173

Edição

Seção

Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.