UTILIZAÇÃO DO BIOSSÓLIDO DE CERVEJARIA COMO SUBSTRATO PARA PRODUÇÃO DE MUDAS DE EUCALIPTO: ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO INICIAL DAS MUDAS E ASPECTOS AMBIENTAIS

Autores

  • Adilson Castro Antônio
  • João Carlos de Freitas Alves
  • Bruno Rogério Nascimento de Faria
  • Maurício Júnior de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.13083/reveng.v18i4.184

Palavras-chave:

resíduos sólidos, reciclagem agrícola, meio ambiente

Resumo

Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o desenvolvimento de mudas de Eucalyptus grandis em substrato de lodo da estação de tratamento de efluente de indústria cervejeira. Os tratamentos consistiram de substratos proveniente de misturas de biossólidos com casca de arroz carbonizada, correspondentes a M1 - 80% de biossólido e 20% de casca de arroz carbonizada, M2 - 60% de biossólido e 40% de casca de arroz carbonizada, M3 - 50% de biossólido e 50% de casca de arroz carbonizada, M4 - 40% de biossólido e 60% de casca de arroz carbonizada e Testemunha composta de solo sem adição de lodo. A mistura que apresentou melhores resultados estatitiscamente foi a mistura M2 (60% lodo de esgoto + 40% casca de arroz carbonizada).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-30

Como Citar

Antônio, A. C., Alves, J. C. de F., Faria, B. R. N. de, & Almeida, M. J. de. (2010). UTILIZAÇÃO DO BIOSSÓLIDO DE CERVEJARIA COMO SUBSTRATO PARA PRODUÇÃO DE MUDAS DE EUCALIPTO: ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO INICIAL DAS MUDAS E ASPECTOS AMBIENTAIS. Revista Engenharia Na Agricultura - Reveng, 18(4), 305-309. https://doi.org/10.13083/reveng.v18i4.184

Edição

Seção

.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)