NOTA TÉCNICA: AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES FÍSICAS E DA QUALIDADE DO ÓLEO DE SEMENTES DE PINHÃO-MANSO (Jatropha curcas L.) ARMAZENADAS

Cristiane Pires Sampaio, Roberto Fontes Araújo, Silmara Bispo dos Santos, Sergio Mauricio Lopes Donzeles

Resumo


Diversos fatores podem influenciar na qualidade das sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) durante o seu armazenamento e, por conseqüência, a qualidade do óleo, sobretudo pelo aumento da acidez, devido a reações de oxidação e hidrólise. Na síntese de biodiesel, elevados índices de acidez são indesejados por ocasionar a formação de um sabonáceo e dificultar o processo de separação do biodiesel do excesso de álcool e do glicerol, produzindo emulsões. É importante que se conheça os efeitos das condições de armazenamento sobre a qualidade dos grãos, do óleo e do biodiesel, de modo a estabelecer metodologias apropriadas para a estocagem destes produtos, seja no contexto da agricultura familiar ou da indústria. Assim sendo este trabalho teve como objetivo a avaliação das propriedades físicas das sementes e químicas do óleo ao longo do armazenamento. Para isto, foi realizada, com parte das sementes, a determinação das propriedades físicas da semente, no período inicial e final do armazenamento e análises química para avaliação do óleo extraído. Os resultados mostraram que a deterioração das sementes de pinhão-manso durante o armazenamento ocorreu de forma mais acentuada para as condições de temperatura igual ou superior a 25 oC.

Palavras-chave


propriedades-físicas, armazenamento, pinhão-manso

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v20i1.268

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813