FATORES DE RISCO PARA DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES NOS OMBROS DE TRABALHADORES ENVOLVIDOS NA COLHEITA DE CAFÉ

Autores

  • Horjana Aparecida Navarro Fernandes
  • Luciano José Minette
  • José de Fátima Juvêncio
  • Emília Pio da Silva
  • Amaury Paulo de Souza
  • Cácio Soares Diniz

DOI:

https://doi.org/10.13083/reveng.v16i3.32

Palavras-chave:

doenças ocupacionais, posturas, ergonomia, ciclo de trabalho

Resumo

Este estudo teve como objetivo detectar fatores de risco para distúrbios osteomusculares nos ombros de trabalhadores colhedores de café, no município de Santa Rita de Minas - MG. A investigação foi realizada com a aplicação de questionários sobre o perfil dos trabalhadores e da atividade e o Nórdico Padrão. Análise biomecânica do trabalhador no desempenho da colheita de café, estudo de tempo e movimento foram realizados por meio de observação do dia típico do trabalhador. Os resultados evidenciaram que 64% dos trabalhadores são do sexo feminino e 36% do sexo masculino. A incidência de distúrbios osteomusculares nos ombros dos trabalhadores foi de 70%. Os fatores de risco identificados foram os movimentos de flexão, abdução, sendo estes os de maiores comprometimento para distúrbios osteomusculares, pois, acometem o músculo supra-espinhoso. De acordo com o questionário Nórdico Padrão o ombro apresentou o maior índice de relatos de dor e afastamento do trabalho nos últimos 12 meses. A atividade que consumiu a maior parte do tempo total do ciclo de trabalho foi a derriça com 65%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Fernandes, H. A. N., Minette, L. J., Juvêncio, J. de F., Silva, E. P. da, Souza, A. P. de, & Diniz, C. S. (2008). FATORES DE RISCO PARA DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES NOS OMBROS DE TRABALHADORES ENVOLVIDOS NA COLHEITA DE CAFÉ. Revista Engenharia Na Agricultura - Reveng, 16(3). https://doi.org/10.13083/reveng.v16i3.32

Edição

Seção

Mecanização Agrícola

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)