DISTRIBUIÇÃO LONGITUDINAL DE FERTILIZANTES POR DOSADORES DE SEMEADORASADUBADORAS EM LINHAS

Gustavo José Bonotto, Airton dos Santos Alonço, Paulo Roberto Bedin, Alexandre Siqueira Altmann, Lauri Junior Moreira

Resumo


Este trabalho teve por objetivo determinar e comparar o desempenho de cinco mecanismos dosadores de fertilizantes de semeadoras-adubadoras em linhas, quanto a sua distribuição longitudinal, com três fertilizantes, em diferentes vazões. Os experimentos foram realizados no Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas Agrícolas (LASERG), da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Foram avaliados três mecanismos dosadores do tipo sem-fim, dois com sistema de regulação de fluxo e outro com descarga por gravidade, um modelo de rotor acanalado e outro do tipo disco estrela. Os fertilizantes utilizados foram uma mistura de grânulos 02-20-20, uma mistura granulada 16-16-16 e uma mistura farelada 00-15-30. As vazões utilizadas foram 6, 18 e 31 g s-1. A variável resposta observada foi o coeficiente de variação das vazões observadas, considerando a razão de distribuição pré-determinada. Foi possível observar que, na média geral, considerando todos os fertilizantes e vazões, os coeficientes de variação de todos os mecanismos dosadores avaliados foram superiores a 30%, caracterizando como insatisfatório o desempenho dos modelos avaliados. O dosador sem-fim, com sistema de regulação de fluxo do tipo transbordo transversal, e o dosador de rotor acanalado, obtiveram as menores variações, seguidos pelos dosadores sem-fim de transbordo e descarga lateral, e sem-fim com descarga de fertilizante por gravidade e disco estrela.

Palavras-chave


uniformidade de vazão, máquinas agrícolas, razão de distribuição

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v21i4.405

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813