DISTRIBUIÇÃO LONGITUDINAL DE SEMENTES DE SOJA COM DIFERENTES TRATAMENTOS FITOSSANITÁRIOS E DENSIDADES DE SEMEADURA

  • Pablo do Amaral Alonço Universidade Federal de Santa Maria - Aluno de Graduação
  • Airton dos Santos Alonço Universidade Federal de Santa Maria - Professor Associado
  • Antonio Robson Moreira Universidade Federal de Santa Maria - Mestrando em Engenharia Agrícola
  • Dauto Pivetta Carpes Universidade Federal de Santa Maria - Doutorando em Engenharia Agrícola
  • Arthur de Lima Pires Universidade Federal de Santa Maria - Aluno de Graduação

Resumo

O processo de semeadura representa um dos mais importantes fatores que podem contribuir para o estabelecimento de uma cultura. Além disso, visando proteger as sementes e plântulas em seus estádios iniciais, tornou-se comum o tratamento fitossanitário na pré-semeadura,que pode alterar a rugosidade e o coeficiente de atrito das sementes com os mecanismos das semeadoras. Assim, avaliou-se a distribuição longitudinal de sementes de soja com diferentes tratamentos fitossanitários em diferentes densidades de semeadura. Através de um delineamento bifatorial (4x4), avaliou-se os espaçamentos aceitáveis, múltiplos e falhos, conforme as normas da ABNT, e determinou-se também a acurácia e precisão da distribuição de sementes em quatro modalidades de tratamento (SP, STR, STI e STG) e em quatro densidades de semeadura (12, 14, 16 e 18 sem m-1), com 4 repetições. Não ocorreram diferenças significativas entre os tratamentos fitossanitários quanto ao espaçamento entre sementes e precisão. Com o aumento da velocidade periférica, ocorreu redução dos espaçamentos aceitáveis e da precisão, e elevação do percentual de espaçamentos múltiplos e falhos. Os melhores resultados para espaçamentos aceitáveis e precisão ocorreram na menor densidade de semeadura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pablo do Amaral Alonço, Universidade Federal de Santa Maria - Aluno de Graduação
Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas Agrícolas
Airton dos Santos Alonço, Universidade Federal de Santa Maria - Professor Associado
Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas Agrícolas
Antonio Robson Moreira, Universidade Federal de Santa Maria - Mestrando em Engenharia Agrícola
Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas Agrícolas
Dauto Pivetta Carpes, Universidade Federal de Santa Maria - Doutorando em Engenharia Agrícola
Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas Agrícolas
Arthur de Lima Pires, Universidade Federal de Santa Maria - Aluno de Graduação
Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas Agrícolas
Publicado
2018-02-23
Como Citar
Alonço, P. do A., Alonço, A. dos S., Moreira, A. R., Carpes, D. P., & Pires, A. de L. (2018). DISTRIBUIÇÃO LONGITUDINAL DE SEMENTES DE SOJA COM DIFERENTES TRATAMENTOS FITOSSANITÁRIOS E DENSIDADES DE SEMEADURA. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 26(1), 58-67. https://doi.org/10.13083/reveng.v26i1.851
Seção
Recursos Hídricos e Ambientais