TAXAS DE DESAGREGAÇÃO DE ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO EM ENTRESSULCOS E SOB CHUVA SIMULADA - DOI: 10.13083/1414-3984/reveng.v23n2p154-161

  • Fernando André Silva Santos
  • Maria Candida Moitinho Nunes
  • Cleonir Andrade Faria Júnior
  • Eurípedes Maximiano Arantes
  • Santino Seabra Júnior
Palavras-chave: cobertura vegetal, erosão hídrica, sedimentos

Resumo

A erosão hídrica reduz a capacidade produtiva dos solos e aumenta o aporte de sedimentos e poluentes para os corpos de água. Foram avaliadas as perdas de solo por erosão hídrica em entressulcos, em Argissolo Vermelho-Amarelo, sob condições de campo, com e sem presença de cobertura vegetal. O estudo foi realizado na área experimental da Empresa Matogrossense de Pesquisa e Extensão Rural/EMPAER. Utilizaram-se duas condições de manejo do solo: a) solo revolvido com grade aradora e sem presença de cobertura vegetal; b) solo revolvido com grade aradora e com presença de cobertura vegetal (palha). As perdas de solo foram quantificadas a partir do sedimento perdido. As amostras foram coletadas durante 75 min de chuva simulada, com intensidade de 80 mm h-1. O solo sem cobertura apresentou valores maiores de taxa de desagregação, quando comparado ao solo com cobertura vegetal, indicando que o uso de cobertura vegetal contribui para a dissipação da energia cinética das gotas de chuva. O comportamento apresentado pelas curvas de taxa de desagregação indica que, no início da precipitação, o fluxo superficial é relativamente pequeno, não tendo capacidade para transportar todo o material desagregado. A presença de cobertura vegetal reduziu consideravelmente o processo de desagregação e transporte de partículas de solo em entressulcos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-04-30
Como Citar
Santos, F. A. S., Moitinho Nunes, M. C., Faria Júnior, C. A., Arantes, E. M., & Júnior, S. S. (2015). TAXAS DE DESAGREGAÇÃO DE ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO EM ENTRESSULCOS E SOB CHUVA SIMULADA - DOI: 10.13083/1414-3984/reveng.v23n2p154-161. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 23(2), 154-161. https://doi.org/10.13083/reveng.v23i2.565
Seção
Meteorologia Aplicada