NOTA TÉCNICA: ZONAS DE MANEJO NOS NÍVEIS DE FÓSFORO E POTÁSSIO NO SOLO E A PRODUTIVIDADE DE ARROZ IRRIGADO

  • Cláudio Wrege Leite
  • Carlos Alberto Silveira da Luz
  • Maria Laura Gomes Silva da Luz
  • Gizele Ingrid Gadotti
  • Renan Navroski
Palavras-chave: agricultura de precisão, fertilidade, georreferenciamento, variabilidade

Resumo

O fósforo participa de processos vitais nas plantas, como a fotossíntese, a respiração, o armazenamento e transferência de energia, a divisão celular e o crescimento das células. O potássio atua na ativação de algumas enzimas e desempenha um papel importante no equilíbrio de água nas plantas. O presente trabalho teve como objetivo correlacionar os níveis de fósforo e potássio com a produtividade em arroz irrigado, bem como avaliar a viabilidade do uso de agricultura de precisão em área de arroz irrigado. O trabalho foi conduzido durante três safras em sucessão de culturas: arroz, soja, arroz, no município de Santa Vitória do Palmar/RS. Utilizou-se uma área de 22,18 ha, dividida em 15 parcelas, as quais foram georreferenciadas no ponto central. Foi coletada uma amostra de solo em cada parcela, composta por 9 subamostras, que foram encaminhadas para análises químicas. Foram gerados mapas de rendimento e de fertilidade através dos dados das análises de solo e produtividade e criadas zonas de manejo com adubação diferenciada para corrigir e uniformizar os teores de fósforo e de potássio. Os resultados deste trabalho mostram que: a agricultura de precisão proporcionou aumento de fertilidade do solo através do uso de zonas de manejo; o emprego de zonas de manejo diminuiu a variabilidade nos teores de fósforo e de potássio nas parcelas do quarteirão estudado; não houve correlação entre os níveis de fósforo e potássio no rendimento da cultura de arroz irrigado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-05-08
Como Citar
Leite, C. W., Luz, C. A. S. da, Luz, M. L. G. S. da, Gadotti, G. I., & Navroski, R. (2017). NOTA TÉCNICA: ZONAS DE MANEJO NOS NÍVEIS DE FÓSFORO E POTÁSSIO NO SOLO E A PRODUTIVIDADE DE ARROZ IRRIGADO. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 25(2), 164-172. https://doi.org/10.13083/reveng.v25i2.749
Seção
Recursos Hídricos e Ambientais

Most read articles by the same author(s)