CALIBRAÇÃO DO SENSOR CAPACITIVO EC-5 EM UM LATOSSOLO EM FUNÇÃO DA DENSIDADE DO SOLO

Elson de Jesus Antunes Júnior, José Alves Júnior, Derblai Casaroli

Resumo


A determinação do conteúdo de água no solo, de forma não destrutiva e instantânea, facilita o manejo da água no solo, bem como o entendimento da dinâmica de água no mesmo. O estudo teve como objetivo calibrar o sensor capacitivo ECH2O EC-5 (Decagon) para um Latossolo Vermelho distrófico em diferentes densidades. O sensor foi calibrado em laboratório para as densidades do solo: 1,10; 1,20; 1,25; 1,30 e 1,35 Mg m-3. O solo foi saturado e seco em estufa à 40 ºC em intervalos de 2 horas, esperando-se 1 hora para que as amostras resfriassem à temperatura ambiente. Em cada intervalo, o conteúdo de água foi determinado por gravimetria e pelo sensor. Os resultados demonstraram que a equação de calibração padrão do fabricante superestimou em 38,4% o conteúdo de água no solo. No entanto, depois de calibrado, para o solo em questão, o sensor apresentou alta acurácia na estimativa do conteúdo de água do solo. Os resultados demonstraram ainda que a densidade do solo influencia na calibração dos sensores. Portanto, para obtenção do conteúdo de água no solo nas diferentes densidades, devesse corrigir os dados coletados em campo, para o solo em questão, pela seguinte equação: θe = 0,652376 θo + 2,12808 ρs2 - 5,2077 ρs + 3,19237. Esta equação apresenta o coeficiente de determinação igual a 0,9488 e, para o pior caso, uma acurácia média de 0,024 m3 m-3.

Palavras-chave


instrumentação agrícola; manejo da água no solo; permissividade dielétrica; sensor FDR; umidade do solo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v26i1.864

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 ENGENHARIA NA AGRICULTURA / Engineering in Agriculture

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813