ESTUDOS CLIMÁTICOS DO NÚMERO DE DIAS DE PRECIPITAÇÃO PLUVIAL PARA O MUNICÍPIO DE SERRA TALHADA-PE

  • Alexandre Maniçoba da Rosa Ferraz Jardim Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
  • Maria Gabriela de Queiroz Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, Brasil, Departamento de Engenharia Agrícola
  • George do Nascimento Araújo Júnior Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
  • Marcelo José da Silva Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).
  • Thieres George Freire da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
Palavras-chave: chuva, eventos extremos, irregularidade

Resumo

A precipitação pluviométrica é a principal forma de entrada de água em um sistema natural, participando do ciclo hidrológico global. Eventos extremos, como secas severas, são responsáveis por diversos prejuízos ocasionados à humanidade e ao meio ambiente. Diversos estudos têm sido conduzidos buscando analisar os efeitos e as consequências das variações da precipitação nos diversos setores da sociedade. Este trabalho objetivou realizar uma análise de frequência relativa mensal do número de dias chuvosos (NDC) para o município de Serra Talhada, PE. Foram adquiridos dados pluviométricos da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), compreendendo uma série histórica de 98 anos (1912-2014), sendo excluídos anos com dados faltosos. A análise descritiva dos dados permitiu determinar o primeiro semestre anual como o mais chuvoso, tendo em média, para os meses de janeiro a junho, 40 dias chuvosos, equivalente a 22,10% dos dias do primeiro semestre e, no segundo semestre (julho a dezembro), há ocorrência de eventos chuvosos em apenas 6% dos dias. A análise de frequência relativa indicou que, durante o ano, há baixa ocorrência de dias chuvosos e que o número de dias com chuvas reflete as precipitações totais mensais para a região em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Maniçoba da Rosa Ferraz Jardim, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Produção Vegetal pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
Maria Gabriela de Queiroz, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, Brasil, Departamento de Engenharia Agrícola
Engenheira Agrônoma, Doutora em Meteorologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).
George do Nascimento Araújo Júnior, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Produção Vegetal pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
Marcelo José da Silva, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).
Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).
Thieres George Freire da Silva, Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/UAST).
Engenheiro Agrônomo, Doutor em Meteorologia Agrícola, pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Professor Associado I da Área de Meteorologia Aplicada à Ciências Agrárias, Ambientais e Exatas.
Publicado
2019-07-25
Como Citar
Ferraz Jardim, A. M. da R., de Queiroz, M. G., Araújo Júnior, G. do N., da Silva, M. J., & Freire da Silva, T. G. (2019). ESTUDOS CLIMÁTICOS DO NÚMERO DE DIAS DE PRECIPITAÇÃO PLUVIAL PARA O MUNICÍPIO DE SERRA TALHADA-PE. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 27(4), 330-337. https://doi.org/10.13083/reveng.v27i4.875
Seção
Meteorologia Aplicada