O papel do estágio curricular supervisionado na formação docente na área de ciências naturais

concepções dos estagiários quanto à prática de ensino

Palavras-chave: Estágio supervisionado, Formação docente, Prática de ensino

Resumo

Este artigo aborda o Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Federal de Uberlândia. Objetivou dar a devida atenção aos discursos dos graduandos que realizaram estágios em determinadas escolas de Uberlândia e, assim, relacionar as principais temáticas priorizadas por eles de forma a aprofundar a compreensão que os estagiários possuem sobre diversos aspectos práticos do estágio, discutindo aspectos de como o estágio é realizado na escola. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de caráter explicativo que busca compreender o que ocorre no espaço escolar, bem como nas relações entre universidade e escola pública, por conseguinte, no presente estudo, empregou-se a Análise Textual Discursiva (ATD). Dessa forma, foi possível identificar cinco categorias que emergiram da análise: valorização da prática; obstáculos encontrados; conflitos; superação; reflexões e avaliação da prática. Com isso, o estudo indica o exercício de rever práticas e modelos, de forma a contextualizar o trabalho docente e a escola de modo reflexivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Youry Souza Marques, Universidade Federal de Uberlândia

Graduado em Ciências Biológicas, na modalidade Licenciatura, pelo Instituto de Biologia (INBIO) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Mestrando em Educação pela UFU, na linha de pesquisa: Educação em Ciências e Matemática.

Flávio Popazoglo, Universidade Federal de Uberlândia

Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas, Zoologia, pela Universidade Federal do Paraná. Professor adjunto da Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

BEACH, Richard; PEARSON, Donna. Changes in preservice teachers' perceptions of conflicts and tensions. Teaching & Teacher Education, v. 14, n. 3, p. 337-351, Apr. 1998. https://doi.org/10.1016/S0742-051X(97)00041-3

BRASIL. Parecer CNE/CP 21/2001, de 06 de agosto de 2001. Duração e carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cnecp_212001.pdf. Acesso em: 01 nov. 2018.

CONZATTI, Fernanda de Brito Kulmann; DAVOGLIO, Tárcia Rita. Análise textual discursiva e as trajetórias educativas de adultos na Educação de Jovens e Adultos (EJA): um exercício metodológico. Revista Brasileira de Educação de Jovens e Adultos, Salvador, v. 5, n. 10, p. 180-194, 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 15. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GHEDIN, Evandro; ALMEIDA, Maria Isabel de; LEITE, Yoshie Ussami Ferrari. Formação e professores: caminhos e descaminhos da prática, Brasília: Líber Livro, 2008.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Maria de Andrade. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo: Atlas, 1985.

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação, Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003. https://doi.org/10.1590/S1516-73132003000200004

MOREIRA, Herivelto; CALEFFE, Luiz Gonzaga. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. 2. ed. São Paulo: DP&A, 2008.

NETO, Estevam Rouxinol dos Santos et al. Uma proposta de estágio para licenciandos em Física. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÍSICA, 16, 2005, Rio de Janeiro, Anais eletrônicos... Rio de Janeiro, 2005.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Docência. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

POPAZOGLO, Flávio; RODRIGUEZ, Mónica Sonia. Reflexiones acerca de la implementación del Programa de Licenciaturas Internacionales (PLI) entre Brasil y Portugal: el caso de la Universidade Federal de Uberlândia. Revista Aula Universitaria, Santa Fe, Argentina, v. 17, p. 22-29, 2015. https://doi.org/10.14409/au.v0i17.6122

SOARES, Eduardo Sarquis. Ensinar Matemática: desafios e possibilidades. 1. ed. Belo Horizonte: Editora Dimensão, 2010.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1995.

VOLPATO, Gilson Luiz; CRUZ, Maria Inês Andrade e. Memorial: sugestões para elaboração. Botucatu, SP: Unesp, 2012. Disponível em: http://unesp.br/cgb/mostra_arq_multi.php?arquivo=9411. Acesso em: 10 ago. 2018.

Publicado
2020-08-10
Como Citar
Marques, Y. S., & Popazoglo, F. (2020). O papel do estágio curricular supervisionado na formação docente na área de ciências naturais: concepções dos estagiários quanto à prática de ensino. Educação Em Perspectiva, 11, e020017. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v11i.8124