Estratégias para o envolvimento da família em um cuidado seguro

um estudo de revisão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31423/oikos.v32i1.10287

Palavras-chave:

Segurança do Paciente, Comunicação, Envolvimento

Resumo

Este artigo tem como objetivo levantar as estratégias que envolva o paciente e sua família no processo de cuidar por meio de revisão da literatura. As buscas dos artigos foram realizadas nas bases LILAC, SCIELO, PUB-MED, utilizando-se dos descritores: estratégias de segurança do paciente, comunicação, identificação do paciente, higienização das mãos e quedas. A seleção dos artigos foi relacionada à época da publicação, de 2012 até dezembro de 2018, com foco no envolvimento do paciente, dos familiares no cuidado seguro. Foram selecionados 17 artigos e os resultados obtidos demonstram que a resposta do paciente está diretamente relacionada às ações dos profissionais envolvidos no processo de cuidado e segurança do paciente. Verificou-se que a cultura de segurança propicia aos profissionais, aos pacientes, familiares uma integração entre todos e uma melhoria na assistência saúde. Dentre as estratégias, tem-se: o trabalho interdisciplinar, o ES (envolver, engajar, estudar e avaliar), o vídeo e as cartilhas. Tais estratégias podem ajudar a disseminar informações necessárias para a segurança dos pacientes. Conclui-se que dos artigos estudados pode-se perceber que ainda é incipiente a divulgação, o cuidado seguro aos pacientes, portanto ainda deve se estudar, e adotar estratégias que validem a segurança do paciente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AN, Jinok et al. The effects of patient education on patient safety: can we change patient perceptions and attitudes?: Lessons from the Armed Forces Capital Hospital in Korea. International Journal for Quality in Health care. 2017., 29(3), 392-398. Disponível em: https://academic.oup.com/intqhc/article/29/3/392/3091654. Acessado em: 05.maio.2019

ARRUDA, NLO et al. Percepção do Paciente com a segurança no Atendimento em Unidade de Urgência e Emergência. Rev. enferm UFPE on line. Recife, 11(11):4445-54, nov., 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/15019/24719+&cd=2&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br. Acessado em: 05.maio.2019

BANDEIRA, Larissa Edom et al. Condutas de Educação ao Familiar para Promoção da Segurança da Criança Hospitalizada: Registros da Equipe Multiprofissional. REME. Rev. Min. Enfermagem. 2017;21e-1009 Disponível em: 05.maio.2019

BEZERRA, Ana LQ et al. Conhecimentos de Usuários de uma Clínica Cirúrgica sobre a Ocorrência de Incidentes. Cogitare Enferm. 2016. v21 n. esp:01-09. Disponível em: http://revistas.ufrp.br/cogitare. Acessado em: 15.out.2018

BITTENCOURT, VLL et al. Factors associated with the risk of falls in hospitalized adult patients. Rev. Esc Enferm USP. 2017;51:e03237. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S

BRASIL – MINISTÉRIO DA SAÚDE. Documento de Referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/documento_referencia_programa_nacional_seguranca.pdf. Acessado em: 15.out.2018

BRASIL. ANVISA. Assistência Segura: Uma Reflexão Teórica Aplicada a Prática. Brasília: Anvisa, 2017. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/3507912/Caderno+1+-+Assist%C3%AAncia+Segura+-+Uma+Reflex%C3%A3o+Te%C3%B3rica+Aplicada+%C3%A0+Pr%C3%A1tica/97881798-cea0-4974-9d9b-077528ea1573. Acessado em: 05.maio.2019

COSTA, Caroline Lima de Almeida, BORCHARDT, Miriam e PEREIRA, Giancarlo Medeiros. O Papel do Paciente como Coprodutor nos Serviços de Saúde: Uma Revisão Sistemática da Literatura. INTERCIENCIA. SEPTEMBER 2018. Vol 43, nº9. Disponível em: https://www.interciencia.net/wp-content/uploads/2018/09/648-COSTA-43-09.pdf. Acessado em: 06.jun.2019

FASSARELLA, Cíntia Silva et al. Profissionais Mediadores da Qualidade e Segurança do Paciente como Estratégia para o cuidado seguro. REME. Rev. Min. Enfermagem. 2017. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1206. Acessado em: 03.fev.2019

GOMES, Adriana PT de S et al. Identificação do Paciente em Neonatologia para Assistência Segura. Cogitare Enferm. (22)3: e49501, 2017. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/49501. Acessado em: 03.fev.2019

MILAGRES, L.M. Gestão de Riscos para Segurança do Paciente: O Enfermeiro e a Notificação dos Eventos Adversos. Dissertação de mestrado, teses UFJF.
Disponível em: http://www.ufjf.br/pgenfermagem/files/2010/05/Dissertação-
Lidiane-Miranda-Milagres.pdf. Acessado em: 03.out.2017.

PEDRO, DRC et al. Conhecimento do paciente sobre a assistência hospitalar recebida durante sua internação. REME – Rev Min Enferm. 2016. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1114. Acessado em: 15.out.2018

REDE BRASILEIRA DE ENFERMAGEM E SEGURANÇA DO PACIENTE. Estratégias para a segurança do paciente: manual para profissionais da saúde. Porto Alegre (RS): EDIPUCRS; 2013

RODRIGUES, Fernanda Araujo et al. Segurança do Paciente em Unidade Neonatal: Preocupações e Estratégias Vivenciadas por Pais*. Artigo extraído da dissertação intitulada: Acompanhantes de Crianças Hospitalizadas em Unidade Neonatal: preocupações e estratégias relacionadas à segurança do paciente. Universidade de Federal do Rio Grande do Sul, 2016. Cogitare Enferm. (23)2: e52166, 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/52166. Acessado em: 06.maio.2019

SALVADOR, Pétala Tuani Candido de Oliveira, et al. Análise de Vídeos do Youtube sobre Eventos Adversos em Saúde. REME. Rev. Min. Enfermagem. 2014 out/dez; 18(4):830-837. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/966. Acessado em: 17.out.2018

SILVA, Thaynara de Oliveira et al. O envolvimento do paciente na segurança do cuidado: revisão integrativa. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/33340. Acessado em: 17.out.2018

SOUZA, Ruth FF de e SILVA, Lolita D da. Estudo exploratório das iniciativas acerca da segurança do paciente em hospitais do Rio de Janeiro. Rev enferm UERJ, Rio de Janeiro, 2014 jan/fev; 22(1):22-8. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/11399. Acessado em: 17.out.2018

THORNTON, K. C et al. Prevenção de danos na UTI-Criação de uma cultura de segurança e envolvimento de pacientes e suas famílias. Disponível em: https://proqualis.net/artigo/preven%C3%A7%C3%A3o-de-danos-na-uti-cria%C3%A7%C3%A3o-de-uma-cultura-de-seguran%C3%A7a-e-envolvimento-de-pacientes-e. Acessado em: 17.out.2018
WEGNER, William e PEDRO, Eva Neri Rubim. A segurança do paciente nas circunstâncias do cuidado: prevenção de adventos adversos na hospitalização infantil. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 20(3): [8 telas] mai-jun. 2012. Disponível em: www.eerp.usp.br/rlae. Acessado em: 17.out.2018

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). World Alliance for Patient Safety. Forward Programme 2008-2009. Geneva (SZ): World Health Organization; 2008. Acessado em: 21.jun.2019

YAN, Jia et al. Patient reporting of undesirable events: a pilot study in China. Int J Qual Health Care. 2017 Jun 1. 29(3):360-365. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28340017. Acessado em: 21.jun.2019

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Siqueira, C., & De Pinho Dias, A. (2021). Estratégias para o envolvimento da família em um cuidado seguro: um estudo de revisão. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 32(1), 299-317. https://doi.org/10.31423/oikos.v32i1.10287