COMPACTAÇÃO DO SOLO SOB SISTEMAS DE MANEJO CONVENCIONAIS E CONSERVACIONISTAS

Autores

  • João Paulo Arantes Rodrigues da Cunha
  • Paulo César de Carvalho Júnior
  • Juni Vicente de Souza
  • Elias Nascentes Borges
  • Elton Fialho dos Reis

DOI:

https://doi.org/10.13083/reveng.v17i2.122

Palavras-chave:

Hidrologia, Hidráulica, Drenagem

Resumo

Os sistemas de manejo do solo influenciam a sua susceptibilidade à compactação. Esta é uma das principais causas da degradação física do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência do solo à penetração e a densidade do solo de um Latossolo Vermelho distrófico, cultivado sob diferentes sistemas de preparo do solo. Avaliaram-se a densidade do solo e a resistência do solo à penetração, após cinco anos de cultivo submetido a sete tratamentos, em delineamento em blocos casualizados: CCCG - cultivo convencional (aração e gradagem) com aplicação de calcário e gesso; CCC - cultivo convencional com calcário; CMC - cultivo mínimo (com arado escarificador a 0,15 m) e calcário; CMCG - cultivo mínimo com calcário e gesso; PDCG - plantio direto com calcário e gesso (gradagem no 1° ano agrícola - 2000/2001); APC – plantio direto com ausência de preparo e adição de calcário; e APCG – plantio direto com ausência de preparo e adição de calcário e gesso. Os sistemas de manejo em que ocorreu revolvimento completo do solo, funcionaram como impedimento à compactação somente na camada superficial. Na camada de 0,2 a 0,6 m, não houve diferença entre os tratamentos. A densidade do solo não sofreu influência do preparo de solo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-05

Como Citar

Cunha, J. P. A. R. da, Carvalho Júnior, P. C. de, Souza, J. V. de, Borges, E. N., & Reis, E. F. dos. (2009). COMPACTAÇÃO DO SOLO SOB SISTEMAS DE MANEJO CONVENCIONAIS E CONSERVACIONISTAS. Revista Engenharia Na Agricultura - Reveng, 17(2). https://doi.org/10.13083/reveng.v17i2.122

Edição

Seção

.