NÍVEIS DE DÉFICIT HÍDRICO EM DIFERENTES ESTÁDIOS FENOLÓGICOS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L., cv. CAPIXABA PRECOCE)

Autores

  • Rone Batista de Oliveira
  • Julião Soares de Souza Lima
  • Edvaldo Fialho dos Reis
  • José Eduardo Macedo Pezzopane
  • Alexandre Faria da Silva

DOI:

https://doi.org/10.13083/reveng.v16i3.35

Palavras-chave:

feijão, estresse hídrico, resposta fisiológicas

Resumo

O objetivo deste trabalho foi determinar a resposta fisiológica do feijoeiro em diferentes estádios de desenvolvimento, quando submetido ao estresse hídrico. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, utilizando recipientes plásticos de 10 litros. Adotou-se o delineamento experimental em blocos casualizados, com quatro repetições, sendo os tratamentos distribuídos num arranjo fatorial 3x3, envolvendo três níveis de água no solo e três estádios distintos do ciclo de crescimento e desenvolvimento da cultura. As características das plantas avaliadas foram: matéria seca do sistema radicular, matéria seca da parte aérea e área foliar. Para análise de produção, foram avaliados o número de vagens e a massa dos grãos por planta. Os resultados mostraram que as características avaliadas nas plantas foram comprometidas, quando submetidas ao estresse hídrico, permitindo concluir que o estádio de desenvolvimento da cultura mais sensível ao déficit hídrico foi aquele entre o botoamento e o enchimento completo dos grãos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Oliveira, R. B. de, Lima, J. S. de S., Reis, E. F. dos, Pezzopane, J. E. M., & Silva, A. F. da. (2008). NÍVEIS DE DÉFICIT HÍDRICO EM DIFERENTES ESTÁDIOS FENOLÓGICOS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L., cv. CAPIXABA PRECOCE). Revista Engenharia Na Agricultura - Reveng, 16(3). https://doi.org/10.13083/reveng.v16i3.35

Edição

Seção

Recursos Hídricos e Ambientais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>