CRESCIMENTO E RENDIMENTO PRODUTIVO DO FEIJOEIRO SUBMETIDO À RESTRIÇÃO HÍDRICA

  • Sandro Dan Tatagiba
  • Kelly Juliane Telles Nascimento
  • Gustavo Adolfo Bevitori Kling Moraes
  • Anelisa Figueiredo Peloso
Palavras-chave: Phaseolus vulgaris, déficit hídrico, análises de crescimento, produção

Resumo

A cultura do feijoeiro é afetada pelas condições climáticas, sendo o desenvolvimento das plantas influenciado pelo estresse hídrico. Um dos modos de se suprir as necessidades das plantas é por meio da irrigação. Dessa forma, buscou-se investigar neste trabalho o crescimento vegetativo e o rendimento produtivo do feijoeiro submetido à restrição hídrica durante o seu ciclo. Para esta finalidade, plantas de feijoeiro cultivar Manteiga foram cultivadas em vasos de 5 dm3 e submetidas aos tratamentos de 50 e 100% da capacidade de campo. Os parâmetros analisados foram: altura da planta, área foliar, número de nódulos do sistema radicular, matéria seca da parte aérea, da raiz e total, massa seca de grãos e número de grãos e de vagens. De acordo com os dados obtidos, foram determinados os seguintes índices de crescimento: incremento de matéria seca total, do caule, da folha, e da raiz. O experimento foi realizado em casa de vegetação, no Campus da Universidade Federal de Viçosa, disposto num delineamento experimental de blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas no tempo, com quatro repetições. Os resultados obtidos mostraram que houve um menor crescimento vegetativo e menor rendimento produtivo nas plantas submetidas à restrição hídrica, imposta pelo tratamento de 50% da capacidade de campo, evidenciando a necessidade do controle adequado de água no solo como estratégia de manejo adequado para a produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-10-09
Como Citar
Tatagiba, S. D., Nascimento, K. J. T., Moraes, G. A. B. K., & Peloso, A. F. (2013). CRESCIMENTO E RENDIMENTO PRODUTIVO DO FEIJOEIRO SUBMETIDO À RESTRIÇÃO HÍDRICA. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 21(5), 465-475. https://doi.org/10.13083/reveng.v21i5.416
Seção
Recursos Hídricos e Ambientais

Most read articles by the same author(s)