A Interdisciplinaridade na Formação Inicial de Professores: uma abordagem a partir de uma proposta curricular no contexto do Sul da Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47328/rpv.v12i3.15458

Palavras-chave:

Interdisciplinaridade, Ensino de Ciências, Trabalho colaborativo, Análise de água

Resumo

O presente estudo tem por finalidade apresentar como a perspectiva de interdisciplinaridade adotada no desenvolvimento de Propostas curriculares (PCs) contribui para a formação inicial de professores no contexto do Sul da Bahia. Esta pesquisa está pautada na abordagem qualitativa, e, para obtenção das informações, foram utilizados os relatos escritos de onze licenciandos do curso de Licenciatura em Física e Química de uma universidade pública e as videogravações das aulas do período de planejamento das PCs. Para analisar e interpretar as informações obtidas pelos instrumentos de pesquisa, utilizamos a Análise Textual Discursiva (ATD). Os resultados mostram que a perspectiva de interdisciplinaridade adotada por meio da PC corrobora para que os futuros professores adquiram experiências e aprendizagens para trabalhar em colaboração, valorizar e considerar os contextos de vivências dos estudantes, partilhar os saberes, assim como contribuir para que esses futuros profissionais se sintam motivados e instigados em desenvolver aulas interdisciplinares com seus colegas da futura profissão. Além disso, os futuros docentes destacaram ter dificuldades para desenvolver a interdisciplinaridade, todavia, compreenderam que esse tipo de trabalho é relevante para a formação acadêmica e profissional, assim como para entender e atuar na sociedade da qual eles fazem parte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, C. L. S. Situação de Estudo na Formação de Professores em Escolas do Campo de Coaraci/BA. 2017. 119, f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) – Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2017.

ALVES, W. F. S. Saberes Docentes na Formação Inicial de Professores de Ciências: (Re)pensando práticas educativas por meio da Situação de Estudo. 2018. 111, f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) – Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2018.

APPLE, M. W. Política cultural e educação. Cortez, 2000.

APPLE, M. W. Ideologia e currículo. 3. ed. Artmed, 2006.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S.K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teorias e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BOMFIM, R. C. O Trabalho Colaborativo na Interface Universidade-Escola: (re)pensando o currículo por meio da Situação de Estudo. 2019. 108 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Educação em Ciências) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2019.

CARLOS, J. G.; ZIMMERMANN, E. Análise da concepção de Interdisciplinaridade nos documentos Oficiais. In: Simpósio Nacional de Ensino de Física, 17. 2007, São Luís. Anais... São Luís: Sociedade Brasileira de Física, 2007.

COSTA, D. K.; CURY, H. N. Mapeamento de pesquisas interdisciplinares no Rio Grande do Sul: contribuição ao diálogo entre disciplinas. REnCiMa, v. 7, n. 1, p. 59-73, 2016. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1084. Acesso em: 28 jan. 2020.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. 4ª ed. São Paulo, Cortez, 2011.

DEMO, P. Pesquisa participante: saber pensar e intervir juntos. Brasília: Liber Livro editora, 2004 (Série Pesquisa em Educação, v.8).

FEISTEL, R. A. B.; MAESTRELLI, S. R. P. Interdisciplinaridade na Formação Inicial de Professores: um olhar sobre as pesquisas em Educação em Ciências. ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v.5, n.1, p.155-176, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/37702. Acesso em: 28 jan. 2020.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

MALDANER, O. A. Situações de Estudo no Ensino Médio: nova compreensão de educação básica. In: NARDI, R. (org.). A pesquisa em ensino de ciências no Brasil: alguns recortes. São Paulo: Escrituras, 2007, p. 239-253.

MALDANER, O. A.; FRISON, M. D. Constituição do Conhecimento de Professor de Química em Tempos e Espaços Privilegiados na Licenciatura. In: NERY, B. K.; MALDANER, O. A. (org.). Formação de Professores: compreensões em novos programas e ações. Ijuí: Ed. Unijuí, p. 43-81, 2014.

MARCELO GARCÍA, C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

MASSENA, E. P. (org.). Situação de Estudo: Processo de Significação Pela Pesquisa em Grupos Interinstitucionais. Ijuí-RS: UNIJUÍ, 2015.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2011.

MORTIMER. E. F.; SCOTT, P. H. Atividade discursiva nas salas de aula de ciências: uma ferramenta sociocultural para analisar e planejar o ensino. Investigações em Ensino de Ciências, v. 7, n. 3, p. 283-306, 2002. Disponível em: https://ienci.if.ufrgs.br/index.php/ienci/article/view/562. Acesso em: 28 jan. 2020.

OLIVEIRA, A. J. et al. A Situação de Estudo no Processo Formativo de Licenciandos em Química: algumas contribuições. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, X., 2015, Águas de Lindóia. Anais [...] Águas de Lindóia: ABRAPEC, 2015.

OLLIVEIRA, A. P. S.; FENNER, R. S. Interdisciplinaridade: o desafio de trabalhar a área das ciências da natureza na escola pública. Tear: Revista de Educação Ciência e Tecnologia, v.9, n.1, p. 1-14, 2020. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/3812. Acesso em: 01 set. 2022.

PEDROSA, M. I.; CARVALHO, A. M. A. Análise Qualitativa de Episódios de Interação: uma reflexão sobre procedimentos e formas de uso. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 18, n. 3, p. 431-442, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/prc/a/LNcRGJTJtmmdgrFwMrtwcjs/

?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 01 set. 2022.

PIMENTA, S. S.; GUIMARÃES, T. S.; SILVA, N. A.; RODRÍGUEZ, A. S. M.; MASSENA, E. P. Cenário Integrador: A Emergência de uma Proposta de Reconfiguração Curricular. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, v. 20(u), p. 1031–1061, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/19943. Acesso em: 01 set. 2022.

RAMOS. L. O. L.; FERREIRA, R. A. Sobre Uma Práxis Interdisciplinar: aproximações e proposições conceituais Brasília. Rev. bras. Estud. pedagog., v. 101, n. 257, p. 197-216, jan./abr. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbeped/a/MKFWNkddtb8JQ7dpd59wDgm/

abstract/?lang=pt. Acesso em: 01 set. 2022.

SCHNETZLER, R. P. Construção do Conhecimento e Ensino de Ciências. Em Aberto, Brasília, ano 11, n. 55, jul./set. 1992.

SHAW, G. S. S L.; ROCHA, J. B. T. A Formação Interdisciplinar de Licenciandos mm Ciências da Natureza e o Aprendizado das Ciências do Céu. Revista Contexto & Educação, ano 34, n. 109, Set./Dez. p. 170-189, 2019. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/

contextoeducacao/article/view/7958. Acesso em: 28 jan. 2020.

SILVA, F. N. S. A Situação de Estudo na Formação de Professores do MST: diálogos com Henri Giroux. 2019.132 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Educação em Ciências) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2019.

SILVA, N. A. Perspectiva de interdisciplinaridade de Jurjo Torres Santomé em uma proposta curricular no contexto do sul da bahia. 2020.131 f. Dissertação (Educação em Ciências) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2020.

SOUSA, P. G. Desenvolvimento Profissional Docente no Contexto da Reconfiguração Curricular Pela Situação de Estudo. 2018. 79 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) – Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2018.

TORRES SANTOMÉ, J. Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas Sul Ltda, 1998.

TORRES SANTOMÉ, J. Currículo Escolar e Justiça Social: o cavalo de Troia da educação. Porto Alegre: Penso, 2013a.

TORRES SANTOMÉ, J. Trabalho Cooperativo e Coordenado. Revista PÁTIO: Ensino Médio, Profissional e Tecnológico, n. 16, p. 18- 21, 2013b. Disponível em: https://jurjotorres.com/?page_id=14. Acesso em: 28 jan. 2020.

UMBELINO, M.; ZABINI, F. O. A importância da interdisciplinaridade na formação do docente. In: Seminário Internacional de Educação Superior. 2014, Sorocaba. Anais.... Sorocaba: Programa de Pós-Graduação em Educação, 2014. p.1-8. Disponível em: http://www.uniso.br/assets/docs/

publicacoes/publicacoes-eventos/anais-do-sies/edicoes/edu-formacao-professores/44.pdf. Acesso em: 22 jan. 2020.

VIEIRA, L. B. G. Situação de Estudo: compreensões dos formadores de professores do ensino de Ciências. 2017. 121 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2017.

Downloads

Publicado

27-10-2023

Como Citar

SILVA, N. A. da; MASSENA, E. P. A Interdisciplinaridade na Formação Inicial de Professores: uma abordagem a partir de uma proposta curricular no contexto do Sul da Bahia. Revista Ponto de Vista, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 01–20, 2023. DOI: 10.47328/rpv.v12i3.15458. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15458. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos