Tensionamentos, disputas e implicações educacionais do novo Ensino Médio nas amazônias

Autores

  • Silvia Cristina Conde Nogueira Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Flavia Luenny da Silva Mota Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Ruan Lucas de Souza Pereira Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Michelle Evangelista dos Santos Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Arminda Rachel Botelho Mourão Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

DOI:

https://doi.org/10.47328/rpv.v13i2.16899

Palavras-chave:

Novo Ensino Médio, Implementação, Amazônias

Resumo

Visa analisar as implementações do Novo Ensino Médio (NEM) nas redes estaduais de educação das amazônias – acriana, amapaense, amazonense, paraense, rondoniense, roraimense, tocantinense – capturadas pelas investigações realizadas no âmbito dos programas de pós-graduação em educação localizados na região norte do país. É uma pesquisa exploratória de cunho bibliográfico do tipo estado da arte. O percurso metodológico estruturou-se em três etapas: 1) coleta dos dados; 2) revisão bibliográfica sistemática integrativa; 3) Categorização à luz da técnica da Análise de Conteúdo. A análise crítica, subsidiada pelas categorias do materialismo histórico-dialético: Totalidade, Mediação e Contradição, revelou que a implementação do Novo Ensino Médio, com destaque para oferta em Tempo Integral, evidencia a adesão das secretarias estaduais às parcerias público-privadas para implementação do currículo conforme a BNCC e com os Itinerários formativos, tendo como eixos estruturantes o Projeto de Vida e Empreendedorismo sem o adequado suporte financeiro e didático-pedagógico. O processo de mudança curricular aponta tendências comuns que impactam esta etapa da educação básica nas amazônias como a inadequação do currículo às realidades dos Estados, a presença ativa do terceiro setor e o enfraquecimento da gestão democrática. Nesse sentido, o currículo do NEM conforma os estudantes à realidade social no contexto da Nova Gestão Pública, mediada pelos determinantes das políticas neoliberais expressos no esvaziamento dos direitos sociais e na responsabilização das juventudes por seu percurso formativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Cristina Conde Nogueira, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Professora adjunta da UFAM. Vice-líder do Grupo Gênero, Trabalho e Educação (FACED/UFAM). É pesquisadora do EMpesquisa (Ensino Médio em Pesquisa). É integrante da linha de pesquisa Educação, Estado e Sociedade na Amazônia (PPGE/UFAM) e realiza pesquisas relacionadas à Política Educacional brasileira no que tange ao Ensino Médio, à Educação Profissional e à Gestão e ao Financiamento da Educação.

Flavia Luenny da Silva Mota, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Graduada em pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), mestranda em educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFAM). Membra do grupo de pesquisa Gênero, Trabalho e Educação (GTE). 

Ruan Lucas de Souza Pereira, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Graduado em pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), mestrando em educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFAM). Membro do grupo de pesquisa Gênero, Trabalho e Educação (GTE). 

Michelle Evangelista dos Santos, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Graduada em pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Mestranda em educação pelo programa de pós-graduação em educação (PPGE/UFAM), membra do grupo de pesquisa Gênero, trabalho e educação (GTE). Professora estatuária na secretaria municipal de educação de Manaus.

Arminda Rachel Botelho Mourão, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutora em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). Professora aposentada da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Líder do grupo de pesquisa Gênero, trablalho e educação (GTE). 

Referências

ALVES, A. S. As parcerias público/privadas e as feições da gestão gerencial na educação. 2015. Tese (Doutorado em educação) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2015.

AMARAL FILHO, J. A. Regime de colaboração na educação no Tocantins: princípio desvirtuado pelas cooperações técnicas. 2023. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Educação, Palmas, 2023.

AMAZONAS. Secretaria de Educação e Desporto. Lançamento do Novo Ensino Médio e das Propostas Curriculares e Pedagógicas. Manaus, 2022.

ARANHA, R. da S. L. O capital financeiro na educação pública de Manaus/AM: as estratégias mercantilistas para o endividamento público. 2022. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus (AM), 2022.

ARANHA, R. da S. L. PROEMEM: a lógica do mercado na educação pública municipal de Manaus. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.

ARAÚJO, M. de S. Ensino médio de tempo integral: uma análise do processo de implementação na escola craveiro costa em cruzeiro do sul - ACRE. 2020. Dissertação (Mestrado em educação) Universidade Federal do Acre, Rio Branco, 2020.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BEHRING, E. R.; BOSCHETTI, I. Política social: fundamentos e história. São Paulo: Cortez, 2008.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 95 de 15 de dezembro de 2016c. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc95.htm. Acesso em: 20 out. 2023.

______. Emenda constitucional nº 103, de 12 de novembro de 2019c. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc103.htm. Acesso em: 20 out. 2023.

______. Lei nº 13.415/2017 de 16 de fevereiro de 2017a. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13415.htm. Acesso em: 06 set. 2022

______. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017c. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13467.htm. Acesso em: 20 out. 2023

______. Medida Provisória nº 746, de 22 de setembro de 2016a. Disponível em: https://legislacao.presidencia.gov.br/atos/?tipo=MPV&numero=746&ano=2016&ato=762ITUE1EeZpWT31a. Acesso em 20 set. 2022.

______. Portaria nº 1.145, de 10 de outubro de 2016b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/outubro-2016-pdf/49121-port-1145-11out-pdf/file. Acesso em 20 jun. 2023.

______. Portaria n° 727, de 13 de junho de 2017b. Disponível em: https://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/774/745. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 331, de 5 de abril de 2018a. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/PORTARIA331DE5DEABRILDE2018.pdf. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 649, de 10 de julho de 2018b. Disponível em: https://abmes.org.br/arquivos/legislacoes/Port-MEC-649-2018-07-10.pdf. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 1.432, de 28 de dezembro de 2018c. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/70268199. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 1.023, de 4 de Outubro de 2018d. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/novembro-2018-pdf/102611-emti-portaria-n-1-023-de-4-de-outubro-de-2-o-oficial-da-uniao-imprensa-nacional/file. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 2.116, de 6 de Dezembro de 2019a. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-2.116-de-6-de-dezembro-de-2019-232132483. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 521, de 13 de julho de 2021a. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-521-de-13-de-julho-de-2021-331876769. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria Nº 733, de 16 de Setembro de 2021b. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-733-de-16-de-setembro-de-2021-345462147. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 399, de 8 de Março de 2023a. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-399-de-8-de-marco-de-2023-468762771. Acesso em: 06 maio 2023

______. Portaria nº 627, de 4 de abril de 2023b. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-627-de-4-de-abril-de-2023-475187235. Acesso em: 06 maio 2023

______. Resolução CNE/CEB nº 3, de 21 de novembro de 2018e. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECEBN32018.pdf. Acesso em: 06 maio 2023

______. Resolução CNE/CP nº 4, de 17 de dezembro de 2018f. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN42018.pdf. Acesso em: 06 maio 2023

______. Resolução CNE/CP nº 2, de 20 de dezembro de 2019b. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN22019.pdf. Acesso em: 06 maio 2023

______. Resolução CNE/CP nº 1, de 27 de outubro de 2020. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN12020.pdf?query=Educacao%20Ambiental. Acesso em: 06 maio 2023

______. Resolução nº 22, de 16 de novembro de 2021c. Disponível em: https://www.gov.br/fnde/pt-br/acesso-a-informacao/legislacao/resolucoes/2021/resolucao-no-22-de-16-de-novembro-de-2021/view. Acesso em: 06 maio 2023

CALDAS, R. S. M. A inserção do empreendedorismo nas escolas do Proeti/AM: um estudo na política pública. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2020.

CARDOSO, M. G. R. Integração no ensino médio: luta hegemônica pela significação do currículo. 2017. 211 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Educação.

CASTRO, M. R. de O. Uma experiência do Programa Ensino Médio Inovador em Ananindeua – Pará. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2017.

CHAUI, M. Universidade em liquidação. Folha de São Paulo, 11 de julho de 1999. Disponível em: https://uspcaf.files.wordpress.com/2011/06/chaui-m-universidade-em-liquidac3a7c3a3o.pdf. Acesso em: 02 abr. 2020.

DOMINGUES, J. J.; TOSCHI, N. S.; OLIVEIRA, J. F. de. A reforma do ensino médio: a nova formulação curricular e a realidade da escola pública. Educação & Sociedade, v. 21, n. 70, p. 63-79, abr. 2000.

EVANGELISTA, A. P. A política de educação em tempo integral no ensino médio do estado do Acre e a atuação de institutos ligados ao setor empresarial. 2020. Dissertação (Mestrado em educação) Universidade Federal do Acre, Rio Branco, 2020.

FÁVERO, A. A.; CENTENARO, J. B.; SANTOS, A. P. A liberdade de escolha no novo ensino médio: a percepção dos gestores escolares quanto à proposta de flexibilização curricular. Revista Espaço Pedagógico. Passo Fundo, v. 30, e 14374, 2023. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rep/index. Acesso em: 03 abr. 2023.

FERNANDES, F. O desafio educacional. São Paulo: Expressão popular, 2020.

FERNANDES, F. Sociedade de Classes e Subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Ed Zahar, 1975.

FERREIRA, C.; OSÓRIO, J.; LUCE, M. (Orgs.). Padrão de reprodução do capital: contribuições da teoria marxista da dependência. São Paulo: Boitempo, 2012.

FERRETI, C. J.; SILVA, M. R. da. Reforma do Ensino Médio no Contexto da Medida Provisória nº 746/2017: Estado, Currículo e Disputas por Hegemonia. Educação e Sociedade, Campinas, v. 38, n. 139, p. 385-404, jun. 2017.

FONSÊCA, K. de N. S. Ensino médio em tempo integral: a política nacional do novo Ensino médio e sua gestão no estado do Amapá (2016-2019). 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) – Departamento de Pós-Graduação, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2020.

HIRSH, J. A teoria materialista do estado. Rio de Janeiro: Editora Revan, 2014.

LIRA, L. F. de. Política educacional e ensino médio no Acre no contexto das reformas do estado. 2017. Dissertação (Mestrado em educação) Universidade Federal do Acre, Rio Branco, 2017.

MACHADO, E. C.; FALSARELLA, A. M. Nova gestão pública, educação e gestão escolar. Revista on-line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. 2, p. 372-389, maio/ago., 2020. e-ISSN: 1519-9029. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/13255. Acesso em: 02 ago. 2023.

MOTTA, V. C. da; FRIGOTTO, G. Por que a urgência da Reforma do Ensino Médio? Medida Provisória nº 746/2016 (Lei Nº 13.415/2017). Educação. Sociedade, Campinas, v. 38, nº. 139, p.355-372, abr.-jun., 2017.

NEVES, R. C. V. A reforma do ensino médio no contexto do Plano Nacional de Educação (PNE). Orientador: Anselmo Alencar Colares. 2022. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2022.

NOTA PÚBLICA EM DEFESA DE UMA POLÍTICA NACIONAL PARA O ENSINO MÉDIO RESPEITANDO OS RESULTADOS DA CONSULTA PÚBLICA SOBRE O NOVO ENSINO MÉDIO. Nota Pública - Educação. Brasília, Agosto de 2023. Disponível em: https://www.consed.org.br/noticia/consed-cne-e-foncede-apresentam-posicionamento-conjunto-sobre-o-novo-ensino-medio. Acesso em: 03 set 2023.

NUNES, J. A. V. A feição privatista na gestão do Ensino Médio público em Tempo Integral no Amapá (2016-2018). 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) – Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2020.

OLIVEIRA, D. A. Nova gestão pública e governos democrático-populares: contradições entre a busca da eficiência e a ampliação do direito à educação. Educação & Sociedade, v. 36, n. 132, p. 625–646, jul. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/NvQbjcqWFMxgRfLCTr3CLCJ/abstract/?lang=pt#. Acesso em: 02 ago. 2023.

PÁDUA, M. de B. da T. Trabalho docente na reforma do ensino médio amapaense (2016-2019). 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) – Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2020.

PEREIRA, N. da C. Política de educação integral no ensino médio: oportunidades educacionais e protagonismo juvenil no Programa Escola do Novo Saber, em Santana-AP, (2017- 2020. 2021. Dissertação (Mestrado em Educação) – Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Amapá-Macapá, 2021.

QUEIROZ, L. M. G.. Políticas de educação e terceiro setor: o pacto pela educação do Pará. 2018. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2018.

RIBEIRO, V. C. A parceria público-privada na Amazônia: impactos na gestão escolar do ensino médio em Santarém-Pará. Brasileiro. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2017.

RODRIGUES, A. S. P.; SACHINSKI, G. P.; MARTINS, P. L. O. Contribuições da revisão integrativa para a pesquisa qualitativa em Educação. Linhas Crí­ticas, [S. l.], v. 28, 2022. DOI: 10.26512/lc28202240627. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/40627. Acesso em: 28 ago. 2023.

SANTANA, L. R. de. O ensino de Filosofia no atual contexto da reforma do ensino médio a partir do pensamento complexo de Edgar Morin. 2022. Dissertação (Mestrado Profissional em Filosofia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Palmas, 2022.

SANTOS, L. V. dos. Privatizações na Educação Básica no Tocantins: Parcerias Público-Privadas X Regime de Colaboração Público-Público. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Educação, Palmas, 2019.

SANTOS, M. R. Referencial curricular amapaense: narrativas de professores / formadores do PROBNCC/AP. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) – Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2020.

SHIROMA, E. O.; MORAES, M. C. M. de; EVANGELISTA, O. Política educacional. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

SILVA, E. R. da. Ensino médio em tempo integral e as configurações na política de formação continuada dos professores na rede estadual. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) – Departamento de Pós-Graduação, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2020.

SILVA, E. dos S. Pronatec, educação profissional e a relação público-privada no Pará. 2017. Tese (Doutorado em educação) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2017.

SILVA, M. R. da; JAKIMIU, V. C. de L. O Ensino Médio como um campo de disputas: as políticas, seus formuladores e proposições após a LDB de 1996. In SILVA, M. R. da (org.). O ensino médio: suas políticas, suas práticas. Curitiba: UFPR/Setor de Educação, 2016.

SILVEIRA, E. de P. Projeto de vida e protagonismo juvenil como componente curricular do ensino médio do estado do Tocantins: limites e possibilidades. 2022. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Educação, Palmas, 2022.

SOARES, F. M. Ensino médio mediado por tecnologias em escolas de comunidades ribeirinhas do município de Porto Velho-RO. 2021. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE). Fundação Universidade Federal de Rondônia, 2021.

SOUSA, E. C. de V. T. Programa de fomento à educação integral no ensino médio: análise da implantação na rede estadual do município de Santarém-PA. 2019. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2019.

TEIXEIRA, P. C.; BRANCO, J. C. S. A BNCC em debate: políticas educacionais e alguns desdobramentos. Ponto de Vista, Viçosa, MG, Vol. 12 n.1, 2023, p. 1 - 21. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/15653/8045. Acesso em: 12 ago. 2023.

TONIETTO, C; BELLENZIER, C. S.; BUKOWSKI, C. As concepções dos estudantes em relação ao protagonismo juvenil no Novo Ensino Médio. Revista Espaço Pedagógico. Passo Fundo, v. 30, e 14374, 2023. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rep/index. Acesso em: 03 abr. 2023.

TORRES, G. de C. A política de permanência no processo de democratização do Ensino Médio em Manaus. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2020.

Downloads

Publicado

15-05-2024

Como Citar

CRISTINA CONDE NOGUEIRA, S.; LUENNY DA SILVA MOTA, F.; LUCAS DE SOUZA PEREIRA, R.; EVANGELISTA DOS SANTOS, M.; RACHEL BOTELHO MOURÃO, A. Tensionamentos, disputas e implicações educacionais do novo Ensino Médio nas amazônias. Revista Ponto de Vista, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 01–21, 2024. DOI: 10.47328/rpv.v13i2.16899. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16899. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos