Óbitos violentos e tentativas de suicídio por intoxicação exógena em mulheres

eventos preditores da violência doméstica

Palavras-chave: Causas externas. Feminicídio. Sistemas de Informação.

Resumo

Considerando a violência contra a mulher como importante evento social e de saúde pública e o feminicídio como expressão mais extrema da violência de gênero, objetivamos problematizar o óbito por suicídio e agressões em mulheres como sentinelas da violência doméstica a partir da análise da relação entre óbitos por violências e causas mal definidas, intoxicação exógena por tentativa de suicídio e violência contra mulheres. O estudo, realizado em Viçosa-MG, entre 2010 e 2015, utilizou dados secundários sobre os eventos em questão relativos a mulheres residentes, obtidos de sistemas de informação em saúde. Os resultados apontaram que o perfil das mulheres se assemelha para os eventos analisados, sendo que, em geral, as mais acometidas eram pobres, pretas ou pardas, de baixa escolaridade e remuneração. A análise integrada demonstrou associação entre os eventos óbitos por agressões e violência (62,5%) e entre intoxicação exógena por tentativa de suicídio e violência contra mulheres (14,8%), confirmando o pressuposto de que a exposição a situações de violência predispõe as mulheres à morte por agressões e suicídio e, também, a tentativas de autoextermínio. Concluímos que análises integradas e sistemáticas dos dados provenientes dos sistemas de informação contribuem para o enfrentamento à violência contra as mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-03
Como Citar
Melo, C. M. de, Oliveira, T. S., Soares, M. Q., & Bevilacqua, P. D. (2020). Óbitos violentos e tentativas de suicídio por intoxicação exógena em mulheres: eventos preditores da violência doméstica. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 31(1), 7-39. https://doi.org/10.31423/oikos.v31i1.8983