ADSORÇÃO DE ÍONS Cu2+, Cd2+, Pb2+ E Zn2+ EM RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS ESTABILIZADOS

Débora Astoni Moreira, Mauro Aparecido Martinez, José Antonio Rodrigues de Souza, Antonio Teixeira de Matos, Rafael Oliveira Batista

Resumo


A alta toxicidade e o caráter cumulativo dos metais pesados têm sido motivos de grande preocupação mundial, proporcionando o aumento significativo de trabalhos que objetivem desenvolver tecnologias para remoção destas substâncias potencialmente nocivas ao meio ambiente. Com o objetivo de estudar a capacidade de remoção de metais pesados em percolado de resíduo sólido urbano recém coletado (RSU_Fresco) pelo resíduo sólido urbano e resíduo da construção civil (RCC), realizaram-se ensaios de adsorção de metais. Foram utilizados resíduos sólidos urbanos com 15 anos (RSU_Antigo) e 8 anos (RSU_Maduro) de aterramento. Os resultados possibilitaram concluir que a capacidade máxima de adsorção para o RSU_Antigo apresentou a seqüência Zn> Pb>Cu>Cd, já para o RSU_Maduro a seqüência foi Zn>Cu>Pb>Cd. O RSU_Antigo apresentou maior capacidade de retenção dos metais do percolado de aterro sanitário

Palavras-chave


adsorção, isoterma de Langmuir, metais pesados

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v17i5.6

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813