Metodologias participativas no ensino da agropecuária sustentável: experiências de rondonistas no interior do Piauí

Palavras-chave: Comunidades rurais, Conservação Ambiental, Metodologias ativas

Resumo

O presente trabalho objetivou retratar a experiência de aplicação de metodologias ativas, no ensino de modelos de Agropecuária Sustentável, empregando a dinâmica intitulada “conectando palavras”. Os grupos escolhidos para a abordagem utilizada foram de comunidades rurais do município de Nossa Senhora dos Remédios, no Piauí. Esta metodologia de ensino se caracteriza pelo emprego de palavras levantadas pelo grupo que devem solucionar problemas propostos. Deste modo a metodologia buscou encorajar os participantes a desenvolverem pensamento crítico e por meio das discussões levantadas, propor soluções e adquirirem conhecimento sobre os conceitos essenciais do tema em questão. A metodologia foi aplicada em grupos de comunidades rurais, totalizando 116 participantes, que ao longo de 4 horas de discussão foram instruídos a construir propostas e discutir o tema. Os resultados obtidos remetem a uma boa aceitação da metodologia, se mostrando uma alternativa, no resgate e construção do conhecimento, acerca da conservação ambiental com comunidades rurais. Também foi constatada a importância e necessidade de um tutor, mediando discussões e promovendo a interação entre participantes, como meio de estimular o processo de ensino-aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrade, Vitor João, Acadêmico de Enfermagem no Departamento de Medicina e Enfermagem da universidade Federal de Viçosa

Discente de enfermagem na Universidade Federal de Viçosa. Atua na área de Enfermagem, com ênfase em: Promoção da Saúde, Índices de Mortalidade Precoce, Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental, Suicidologia, Espiritualidade em Saúde, Cuidados Paliativos Oncológicos e Oncologia. Discente executor do projeto de iniciação cientifica intitulado: A espiritualidade sob a ótica da equipe de enfermagem que atua num hospital oncológico (2018 - 2019). É revisor de 5 periódicos científicos, já publicou dezenas de resumos na forma de pôster e apresentação oral em congressos nacionais e internacionais.

Mairon Neves de Figueiredo, Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil. Discente de agronomia no Departamento de Agronomia.

Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil. Discente de agronomia no Departamento de Agronomia. 

Bruno Ricardo de Castro Leite Júnior , Atualmente, é professor adjunto do Departamento de Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal de Viçosa 

Bacharel em Ciência e Tecnologia de Alimentos pelo IF Sudeste MG, Mestre e Doutor em Tecnologia de Alimentos pela Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) com período de doutorado Sanduíche na University of British Columbia, Vancouver, Canadá. Atualmente, é professor adjunto do Departamento de Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal de Viçosa 

Thais de Carvalho Maia, Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil. Discente de engenharia ambiental no Departamento de Engenharia Ambiental

Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil. Discente de engenharia ambiental no Departamento de Engenharia Ambiental

Emerson Alcides da Silva, Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil. Discente de pedagogia no Departamento de Educação.

Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil. Discente de pedagogia no Departamento de Educação.

Referências

ABC - Academia Brasileira de Ciências. Ar, água e solo, 2019. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2019.

BRUNDTLAND, G. H. Report of the World Commission on Environment and Development: Our Common Future. Nações Unidas, 1987.

CARVALHO, I. Educação ambiental. São Carlos: Programa Integrado de Pesquisa, PPG-ERN, RIMA, 2003. p. 55-62.

ELKINGTON, J. Towards the sustainable corporation: Win-win-win business strategies for sustainable development. California Management Review, v.36, n.2, 1994, p. 90-100.

FREIRE, P.; FAUNDEZ, A. Por uma pedagogia da pergunta. 5.ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1985. p. 158.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 9a. ed. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1981.

LEITE, L. H. A. Pedagogia de Projetos: intervenção no presente. Presença Pedagógica. v.2, n. 8, mar/abr. 1996. p. 24-31.

PIAGET, J. A psicologia da inteligência. Trad. Egléa de Alencar. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1958. 239p.

REGO, T.C. Vigotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis, Vozes, 1995. 110p.

ROSA, S.S. Construtivismo e mudança. 5.ed. São Paulo, Cortez, 1997. p. 36.

SATO, M. Educação ambiental. São Carlos: Programa Integrado de Pesquisa, PPG-ERN, RIMA, 2003. p. 32- 33.

TRES, D. R.; REIS, A.; SCHLINDWEIN, S. L. A construção de cenários da relação homem-natureza sob uma perspectiva sistêmica para o estudo da paisagem em fazendas produtoras de madeira no planalto norte catarinense. Ambient. Soc., São Paulo, v. 14, n. 1, p. 151-173, Jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2019.

VICTORINO, C. J. A. Canibais da Natureza: educação ambiental, limites e qualidades de vida. Petrópolis: Editora Vozes, 2000.
Publicado
2020-06-30
Como Citar
ANDRADE, J. V.; FIGUEIREDO, M. N. DE; LEITE JÚNIOR , B. R. DE C.; MAIA , T. DE C.; SILVA, E. A. DA. Metodologias participativas no ensino da agropecuária sustentável: experiências de rondonistas no interior do Piauí. REVISTA PONTO DE VISTA, v. 9, n. 1, p. 131-144, 30 jun. 2020.
Seção
Relatos de Experiência

Most read articles by the same author(s)