ASPECTOS LEGAIS DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: uma retrospectiva histórica

  • Rosana Cássia Rodrigues Andrade Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES - MG
  • Marilene Ribeiro Resende Universidade de Uberaba
Palavras-chave: Estágio, Formação de Professores, Prática de Ensino

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar, a partir de pesquisa bibliográfica e documental, os marcos regulatórios do estágio no Brasil, especialmente na formação de professores, considerando que esses dispositivos traduzem concepções de formação e evidenciam elementos importantes para a discussão da complexa relação teoria-prática, em diferentes momentos da educação brasileira. Neste estudo, pode-se verificar que, no campo da formação de professores, o estágio nas primeiras escolas normais estava inserido nas poucas disciplinas de formação pedagógica, passou a um componente curricular mínimo, depois a disciplina denominada “prática de ensino sob forma de estágio supervisionado”, até a proposição de prática como componente curricular, com uma ampliação significativa da carga horária. Percebe-se, ainda, que a prática de ensino ora se identifica com o estágio, ora são vistos como componentes distintos, o que demonstra, ainda, a necessidade de reflexões sobre essa temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana Cássia Rodrigues Andrade, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES - MG
Licenciada em Pedagogia. Mestre em Educação (UNIUBE). Professora da UNIMONTES - MG
Marilene Ribeiro Resende, Universidade de Uberaba
Licenciada em Matemática. Mestre em Educação Matemática (UNESP- Rio Claro), Doutora em Educação Matemática (PUC - SP). Professora do Programa de Mestrado em Educação da Universidade de Uberaba.
Publicado
2011-07-26
Como Citar
Andrade, R. C. R., & Resende, M. R. (2011). ASPECTOS LEGAIS DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: uma retrospectiva histórica. Educação Em Perspectiva, 1(2). https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v1i2.77
Seção
Artigos