CURVA DE EMBEBIÇÃO DE SEMENTES DE PIMENTA BIQUINHO E MALAGUETA EM DIFERENTES TEMPERATURAS

Cleide Maria Ferreira Pinto

Resumo


A caracterização das fases de embebição das sementes fornece informações relevantes para outros trabalhos de pesquisa, que envolvem, por exemplo, o condicionamento osmótico, onde qualquer decisão crítica quanto à embebição deve ser feita enquanto as sementes permanecem na fase II. Com isso, objetivou-se caracterizar a curva de embebição das sementes de pimenta-biquinho (Capsicum chinense) e de pimenta-malagueta (Capsicum frutescens) em temperaturas distintas. As sementes utilizadas foram extraídas de frutos maduros, coletados em março de 2012, de plantas cultivadas em casa de vegetação. Inicialmente, determinou-se o teor de água das sementes, por meio do método da estufa a 105 ± 3 °C, por 24 h. A embebição das sementes ocorreu em caixas gerbox, utilizando como substrato entre papel germitest, com três folhas, umedecidos com solução KNO3 a 0,2% e acondicionadas em BOD. Os tratamentos consistiram em três temperaturas, sendo elas constantes de 25 e 30°C e temperatura alternada de 20-30 °C. Antes do início da embebição e durante as 12 h subseqüentes, as sementes foram secadas superficialmente com papel toalha e pesadas a cada duas horas. A partir deste ponto, realizaram-se a pesagem das sementes a cada 12 h, até que 50% das sementes apresentassem protrusão radicular. Os dados foram analisados segundo um delineamento inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo, utilizando três repetições de 50 sementes. Para delimitar o início e a duração de cada fase da curva de embebição realizou-se a derivação da equação e, conseqüentemente, os pontos de inflexão das curvas. As curvas de embebição para sementes de pimenta-biquinho e pimenta-malagueta seguem um padrão trifásico. Para sementes da pimenta-biquinho, não houve diferença entre os resultados proporcionados pelas temperaturas de 25 e 20-30 °C. Para ambas as espécies, os intervalos entre as fases I-II e II-III foram maiores nas sementes embebidas em temperaturas de 25 e 20-30 °C.  A temperatura de 30 °C proporcionou uma fase II mais rápida, o que se pode inferir que a embebição das sementes de pimenta-biquinho e de pimenta-malagueta nesta temperatura é mais favorável ao processo germinativo, condição na qual se observa mais rapidamente a protrusão da radícula.

 


Palavras-chave


Capsicum chinense, Capsicum frutescens, uptake, germination

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN Online 2236-9724, ISSN Impresso 2317-5818, ISSN Cd rom 2178-5317