EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE POTÁSSIO NA EFICIÊNCIA DO EXTRATO DE SEMENTES DE MORINGA COMO AGENTE COAGULANTE

Mateus Pimentel de Matos, Ivan Célio Andrade Ribeiro, Ana Paula da Silva Batista, Edson Faria da Silva

Resumo


Estudos indicam que sais potencializam o efeito coagulante do extrato de sementes de moringa (Moringa oleifera), tendo sido obtidos resultados satisfatórios quando preparado em solução de cloreto de sódio e hidróxido de cálcio. Entretanto, a presença de íons monovalentes em águas residuárias pode favorecer a dispersão dos sólidos, impedindo a formação de flocos e a sedimentação dos sólidos, reduzindo a eficiência de redução na turbidez. Sabe-se que o efluente de filtros orgânicos, gerado, por exemplo, quando se utiliza serragem de madeira como material filtrante, e águas residuárias como as do processamento do fruto do cafeeiro e vinhaça, apresentam altas concentrações do íon monovalente potássio. No presente trabalho, objetivou-se avaliar a eficiência do extrato de sementes de moringa, como agente coagulante, na remoção de turbidez de água (turbidez de 106 UNT) com concentrações de potássio de 0 a 375 mg L-1. Verificou-se que o potássio, quando presente em concentrações de até 2 mg L-1, proporcionou efeito dispersivo no material sólido em suspensão, entretanto, a partir daí, crescente eficiência na coagulação dos sólidos presentes e, consequentemente, redução na turbidez da água.

Palavras-chave


coagulação, dispersão, turbidez.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v21i5.367

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Licença Creative Commons

Revista Engenharia na Agricultura / Engineering in Agriculture | Viçosa, MG, ISSN 2175-6813