Representatividade importa: um relato de experiência sobre o PIBID e as contribuições do letramento racial crítico para o ensino de inglês

Autores

Palavras-chave:

Representatividade, Letramento racial crítico, Ensino de inglês

Resumo

Este relato, desenvolvido por um grupo de estudantes da Universidade Federal de Viçosa (UFV) – bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) – baseou-se em uma aula de língua inglesa ministrada em uma escola da rede pública da cidade de Viçosa/MG. Nossa aula teve como foco a prática do letramento racial crítico (LRC)  sob a luz da representatividade negra na mídia. Para isso, baseamo-nos nos estudos de Ferreira (2014, 2018) e Santos (2020). Fazendo uso de materiais diversificados e priorizando a comunicação oral, objetivamos contribuir para a formação sociocrítica dos alunos através do ensino da língua estrangeria. Dentre as discussões apresentadas neste relato, destacam-se a produtividade do LRC como abordagem pedagógica que proporciona visibilidade e diversidade no ambiente escolar ao mesmo tempo em que desconstrói pensamentos racistas, e a importância de se trabalhar a representatividade na mídia como forma de questionar representações estereotipadas que acarretam a internalização de práticas preconceituosas. Na parte final do trabalho, apontamos para, dentre outras questões, a relevância de práticas educacionais que possibilitem o exercício da cidadania em sala de aula e que promovam a conscientização dos alunos acerca da multiplicidade racial e cultural humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Macário Fernandes, Universidade Federal de Viçosa

Graduando em Letras - Português/Inglês pela Universidade Federal de Viçosa e bolsista PIBIC/CNPq 2019/2020 e 2020/2021 de Iniciação Científica.

Hilen Pulinho Alves, Universidade Federal de Viçosa

Graduando em Letras - Português/Inglês pela Universidade Federal de Viçosa e bolsista PIBIC/CNPq 2019/2020 de Iniciação Científica. 

Gabriela da Silva Pires, Universidade Federal de Viçosa

Professora Adjunta do Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Doutora em Linguística. Viçosa/MG. Brasil.

Referências

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 dez. 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm> . Acesso em: 4 jan. 2021.

_______. Ministério da Educação/Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a base. Brasília: MEC/SEB/CNE, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/#medio/a-area-de-linguagens-e-suas-tecnologias>. Acesso em: 4 jan. 2021.

FERREIRA, A. de J. Educação linguística crítica e identidades sociais de raça. In: PESSOA, R. R. et al (Org.). Perspectivas críticas de educação linguística no Brasil: trajetórias e práticas de professoras(es) universitárias(os) de inglês. 1 Ed. São Paulo: Pá de Palavra, 2018, p. 39-46.

_________________. Teoria racial crítica e letramento racial crítico: Narrativas e contranarrativas de identidade racial de professores de línguas. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 6, n. 14, p. 236-263, out. 2014.

SANTOS, A. C. R. dos. Representação do negro na mídia: a importância do letramento racial para aulas de inglês. São Cristóvão, 2020. Monografia (licenciatura em Letras Português-Inglês) – Departamento de Letras Estrangeiras, Centro de Ciências Humanas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2020.

Outros sites consultados:

ANDRADE, R. Representatividade: o que isso significa?. Politize!, 2020. Disponível em: <https://www.politize.com.br/representatividade/>. Acesso em: 6 jan. 2021.

MORENO, A. C. Número de alunos negros reprovados nas escolas do Brasil é duas vezes maior que o de brancos, diz Unicef. G1, 2019. Disponível em: <https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/10/31/alunos-pretos-representam-39percent-do-total-das-matriculas-e-58percent-do-total-de-reprovados-diz-unicef.ghtml>. Acesso em: 4 jan. 2021.

SEGUNDO dados, apenas 6% das bonecas produzidas são negras. Metrópoles, Brasília, 5 nov. 2020. Disponível em: <https://www.metropoles.com/dino/segundo-dados-apenas-6-das-bonecas-produzidas-sao-negras>. Acesso em: 27 jan. 2021.

Downloads

Publicado

2021-04-21

Como Citar

MACÁRIO FERNANDES, R.; PULINHO ALVES, H.; DA SILVA PIRES, G. . Representatividade importa: um relato de experiência sobre o PIBID e as contribuições do letramento racial crítico para o ensino de inglês . REVISTA PONTO DE VISTA, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 01-11, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/11832. Acesso em: 13 maio. 2021.

Edição

Seção

Relatos de Experiência