O itinerário formativo técnico e profissional da contrarreforma do Ensino Médio nos Institutos Federais:

uma análise do campo normativo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47328/rpv.v13i2.16893

Palavras-chave:

ensino médio, educação profissional e tecnológica, contrarreformas

Resumo

O objetivo do artigo é examinar o campo normativo da política educacional brasileira que regula a oferta de programas de formação profissional, analisando as formas pelas quais os IF são convocados a contribuir com a contrarreforma da EPT. O foco da análise está em um conjunto complexo de medidas governamentais, desenvolvidas a partir de 2019, que cria as condições legais e institucionais para a oferta do itinerário técnico e profissional da contrarreforma do ensino médio pelos IFs. Essas medidas estão objetivadas nos Programas Novos Caminhos (PNC) e Qualifica Mais, cuja regulamentação foi nosso objetivo de análise. Metodologicamente, seguimos as orientações de Franco (2005) para a Análise de Conteúdo dos documentos, definindo categorias a priori a partir da caracterização da contrarreforma do ensino médio desenvolvida pelo projeto de pesquisa mais amplo no qual se inserem os presentes resultados. Nesse quadro categorial, dois elementos foram utilizados como norteadores da análise: a) a descaracterização da EPT como modalidade fundada na concepção de formação humana integral; b) a privatização da EPT ao estabelecer vínculos entre o público e o privado. As considerações indicam que as duas categorias analisadas podem descaracterizar a EPT na sua concepção, promover uma tendência à privatização e alterar o modelo institucional dos Institutos Federais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Barbosa Pelissari, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Lucas Barbosa Pelissari
Professor da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
Faculdade de Educação
Dpto. de Políticas, Administração e Sistemas Educacionais - DEPASE
Doutor em Políticas Públicas e Formação Humana
Currículo Lattes: https://lattes.cnpq.br/8723394397607851

Maria Raquel Caetano, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSUL)

Graduação em licenciatura em Pedagogia com habilitação em Supervisão Escolar pelo Centro Universitário FEEVALE (1988). Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002). Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013). Pesquisa as relações entre o público e o privado na educação, politicas educacionais, gestão educacional e escolar e formação de professores na educação básica e profissional. Realizou estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da UFRGS. Docente na educação básica, graduação e pós-graduação lato e stricto senso. Tem experiência na área da Educação, com ênfase em Gestão Educacional, Escolar, Politicas Publicas e Formação de Professores.Professora no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, atua no Campus Sapucaia do Sul e no Mestrado ProfEPT no Campus Charqueadas. Coordena o Observatório da EPT do IFSul e o GEPEPT/IFSul/CNPQ.

Referências

ARAÚJO, R. M. L. Ensino Médio brasileiro: dualidade, diferenciação escolar e reprodução das desigualdades sociais. Uberlândia, MG: Navegando Publicações, 2019.

ANZEN, K. F. O. Contrarreforma da educação: interesses e contradições entre frações de classe. 2023. Dissertação (Mestrado em Ciência, Tecnologia e Sociedade) — Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade, Campus Paranaguá, IFPR, Paranaguá. 2023, 111 f.

BARBOSA, R. P; ALVES, N. A Reforma do Ensino Médio e a Plataformização da Educação: expansão da privatização e padronização dos processos pedagógicos. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 21, p. 1-26, 2023. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum. Acesso em: 1 out.2023.

BERNSTEIN, B. A estruturação do discurso pedagógico: classes, códigos e controle. Petrópolis: Vozes, 1996.

BOITO JR., A. Por que caracterizar o bolsonarismo como neofascismo. Crítica Marxista, n. 50, p. 111-119, 2020.

BRASIL. Resolução Nº 3, de 21 de novembro de 2018. Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica, 2018. Disponível em: http://novoensinomedio.mec.gov.br/resources/downloads/pdf/dcnem.pdf. Acesso em: 15 ago 2023.

BRASIL. Itinerário da Formação Técnica e Profissional [FTP]. Livro eletrônico. Guia de Implementação. Brasília: Ministério da Educação, 2022a. Disponível em: https://www.gov.br/mec/pt-br/media/seb-1/pdf/Guia_FTP_2021_VF4_final5.pdf. Acesso em 15 ago. 2023.

BRASIL. Lei Nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis Nos9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto-Lei no 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei no 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Diário Oficial da União, Brasília, DF, seção 1, n. 35, p. 1-3, 17 fev. 2017.

BRASIL. Novos caminhos. Estratégias. Portal MEC, Brasília, 2019a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/novoscaminhos/estrategias/index.html. Acesso em: 20 mai. 2022.

BRASIL. O potencial da Educação Profissional e Tecnológica. Novos caminhos, Brasília, 2019b. Disponível em: https://novoscaminhos.mec.gov.br/conheca-o-programa/o-potencial. Acesso em: 3 fev. 2023.

BRASIL. Novo Ensino Médio. IFTP - Itinerário da Formação Técnica e Profissional. Portal MEC, Brasília. Publicado em 14/12/2022b. Disponível em: https://www.gov.br/mec/pt-br/novo-ensino-medio/informacoes/iftp-itinerario-da-formacao-tecnica-e-profissional Acesso em: 10 ago.2023.

BRASIL. Portaria Nº 1.719, de 8 de outubro de 2019. Dispõe sobre a reabertura do processo de atualização do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos - CNCT. Diário Oficial da União, Brasília, DF, seção 1, n. 196, p. 49, 9 out. 2019c.

BRASIL. Portaria Nº 1.718, de 08 de outubro de 2019. Dispõe sobre a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio por Instituições Privadas de Ensino Superior - Ipes. Diário Oficial da União, Brasília, DF, seção 1, n. 196, p. 37-38, 9 out. 2019d.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 1, de 5 de janeiro de 2021. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Profissional e Tecnológica. Brasília: Conselho Nacional de Educação, 2021. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=167931-rcp001-21&category_slug=janeiro-2021-pdf&Itemid=30192. A-

cesso em: 20 ago. 2023.

CRONOGRAMA ajustado chamada públicas ENERGIFE 2022. Editais 2022. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Órgãos Específicos e Singulares. Estrutura Organizacional. Institucional. Gov.br, 2022. Disponível em: https://www.gov.br/mec/pt-br/acesso-a-informacao/institucional/secretarias/secretaria-de-educacao-profissional/editais-2022/Resultado_Final_e_Novo_Cronograma_EnergIFE_2022.pdf. Acesso em 8 out. 2023.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 01, de 6 de maio de 2022. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Profissional Técnica de Nível Médio (EPTNM-Formação),2022c. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=236781-rcp001-2&category_slug=maio-2022-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 3 ago. 2023.

CAETANO, M. R.; PORTO JR., M. J.; CRUZ SOBRINHO, S. (orgs.) Educação profissional e os desafios da formação humana integral: concepções, políticas e contradições. Curitiba, PR: CRV, 2021.

CAVALCANTE, S. M. A condução neofascista da pandemia de Covid-19 no Brasil: da purificação da vida à normalização da morte. Calidoscópio, v. 19, n. 1, p. 4–17, jan./abr. 2021. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/22745. Acesso em 01 mar. de 2023.

CORTI, A. P.; CÁSSIO, F. O engodo profissionalizante do Novo Ensino Médio. São Paulo: Le Monde Diplomatique Brasil, 2023. Disponível em: https://diplomatique.org.br/o-engodo-profissionalizante-do-novo-ensino-medio/. Acesso em: 31 ago de 2023.

DAGNINO, R.; THOMÁS, H.. Planejamento e Políticas Públicas de Inovação: em direção a um Marco de Referência Latino-Americano. Ipea Planejamento e Políticas Públicas, n. 23, 2021.

EMBRAPII. Mec e Embrapii credenciam quatro institutos federais para atuarem em projetos industriais. EMBRAPII, Brasília, 17 de agosto de 2020. Disponível em: https://embrapii.org.br/mec-e-embrapii-credenciam-quatro-institutos-federais-para-atuarem-em-projetos-industriais/.Acesso em: 17 jul. 2023.

FERRETI, C. J.; SILVA, M. R. Reforma do ensino médio no contexto da medida provisória nº 746/2016: estado, currículo e disputas por hegemonia. Educ. Soc. [online], v. 38, n. 139, p. 385-404, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v38n139/1678-4626-es-38-139-00385.pdf. Acesso em: 14 jun. 2021.

FRANCO, M. L. P. B. Análise de Conteúdo. 5. ed. Campinas, SP: Autores Associados. 2018. 87 p.

FREITAS, T. B.. Ensino médio personnalité: presdigitações do capital na educação pública. Rio de Janeiro: Consequência, 2023.

GARCIA, N. M. D.; LIMA FILHO, D. L. Politecnia ou educação tecnológica: desafios ao ensino médio e à educação profissional. In: GARCIA, N. M. D.; LIMA FILHO, D. L. (Orgs.). Trabalho, educação e tecnologia: alguns dos seus enlaces. Curitiba: UTFPR, 2010. pp. 21-55.

GERVA, E. N. A contrarreforma do ensino médio e a educação profissional no Paraná: a oferta privada de componentes curriculares da escola pública. 2023. Dissertação (Mestrado em Ciência, Tecnologia e Sociedade) — Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade, Campus Paranaguá, IFPR, Paranaguá. 2023, 121 f.

SILVA, F. L. G. R.; POSSAMAI, T; MARTINI, T. A. A reforma do ensino médio em Santa Catarina: um percurso atravessado pelos interesses do empresariado. Revista Trabalho Necessário, v. 19, n. 39, p. 58-81, 2021.

JAKIMIU, V. C. L. Projeto de Vida no currículo do Ensino Médio: A educação a serviço da Pedagogia do Mercado. Revista Cocar, v. 17, n. 35, p. 1-25, 2022. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/5040. Acesso em: 05 jul. 2023.

KRAWCZYK, N.; ZAN, D. (orgs.) A reforma do ensino médio em São Paulo: a continuidade do projeto neoliberal. Belo Horizonte: Fino Traço, 2022. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/19feNykfJtITXD_dolgC9TnCjwR15DRPF/view. Acesso em 05 jul. 2023.

PAIXÃO, A. E. A lei no 13.415/2017 e a Educação Profissional: Uma análise dos caminhos da reforma nos institutos federais. 2023. Tese (pós-graduação em educação) — Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2023.

PELISSARI, L. B. Programa Novos Caminhos: ajuste da Educação Profissional e Tecnológica aos princípios da reforma educacional. In: CAETANO, M. R.; PORTO JR., M. J; SOBRINHO, S. C. (orgs.) Educação profissional e os desafios da formação humana integral: concepções, políticas e contradições. Curitiba, PR: CRV, 2021.

PELISSARI, L. B.; GERVA, E. N. El lugar de la politecnía em la actual contrarreforma de la educación profesional y tecnológica (EPT) brasileña. Revista Paradigma, Maracay, v. 43, Edição Temática 3, p. 227-248, set. 2022.

PELISSARI, L. B. Reforma da Educação Profissional e Tecnológica no Brasil: 2016 a 2021. Educação Em Revista, n. 39, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102-469837056. Acesso em: 05 jul. 2023.

PIOLLI, E.; SALA, M. Reforma do Ensino Médio e a formação técnica e profissional. Revista USP, n. 127, p. 69-86, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.i127p69-86. Acesso em: 05 jul. 2023.

RAMOS. M. Entrevista a André Antunes - EPSJV/Fiocruz em 31/05/2022. É uma restrição do campo de conhecimento do professor. Disponível em: https://www.epsjv.

fiocruz.br/noticias/entrevista/e-uma-restricao-do-campo-de-conhecimento-do-professor. Acesso em: 3 ago. 2023.

SILVA, M. R. A BNCC da Reforma do Ensino Médio: o resgate de um empoeirado discurso. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.34, 2018.

SOUZA, S. V. As contrarreformas do trabalho e do ensino médio: repercussões para o Ensino Médio Integrado. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica) - Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica, Campus Pelotas, IFSUL, Pelotas. 2022, 111 f.

Downloads

Publicado

15-05-2024

Como Citar

BARBOSA PELISSARI, L.; CAETANO, M. R. O itinerário formativo técnico e profissional da contrarreforma do Ensino Médio nos Institutos Federais:: uma análise do campo normativo. Revista Ponto de Vista, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 01–17, 2024. DOI: 10.47328/rpv.v13i2.16893. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16893. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos