Indexação

Indexação/Indexing

LATINDEX

IJISRR |

Página inicial

Directory of Open Access Journals

Resultado de imagem para LATINREV

Home

icon

 

Open Journal Systems

logo_livre2.png

 

Periódicos de Minas

 

ResearchBib

Sumários.org

Associação Brasileira de Editores Científicos – ABEC

Resultado de imagem para PERiodicos CAPES

Sumários.org

Indexadores | Filologia e Linguística Portuguesa

logo

EuroPub (@EuroPubDatabase) | Twitter

REDIB

Indexação bibliográfica em bases de dados: Nós estabelecemos para o ano de 2021 a indexação em base de dados internacionais como uma prioridade do periódico em sua busca por excelência. O nosso objetivo é aumentar o alcance de divulgação e exposição dos artigos publicados no periódico. Para tal, nós estamos nos preparando para submeter junto ao SciELO-Scientific Eletronic Library (www.scielo.com.br). O trabalho certamente será árduo (na verdade, já está sendo). Porém, com a participação de todos, Editores, autores, revisores, poderemos, num futuro não tão distante, alcançar a tão sonhada excelência da indexação. No entanto, existem certas exigências que devem ser minimamente cumpridas pelos periódicos científicos. Os critérios variam de pais a país. Os periódicos indexados pelo SciELO devem maximizar a internacionalização do corpo de editores. A partir de janeiro de 2016, os periódicos indexados no SciELO devem atender às porcentagens mínimas esperadas e recomendadas de editores associados ativos com afiliação institucional no exterior”.

Vejamos, por exemplo:

A) Para a Scielo/Brasil:“Critérios, política e procedimentos para a admissão e a permanência de periódicos científicos na Coleção SciELO Brasil” (https://www.scielo.br/avaliacao/20141003NovosCriterios_SciELO_pdf). Por favor observe, principalmente, as Tabelas:

Tabela 1. Porcentagem de editores associados com afiliação estrangeira por área temática: mínima 25%, recomendada 50%.

Tabela 2. Porcentagem mínima de pareceristas com afiliação institucional no exterior por área temática: mínima 30%, recomendada 40%.

Tabela 3. Fluxo de produção editorial segundo periodicidade e número de artigos mínimo e recomendado por ano e área temática: mínima 48, recomendada 60.

Tabela 4. Porcentagem mínima de artigos no idioma inglês por área temática: mínima 70%, recomendada 85%.

Tabela 5. Porcentagem mínima de autores com afiliação institucional estrangeira: mínima 30%, recomendada 40%.

B) Para a Scielo/Portugal:“Critérios, política e procedimentos para a admissão e a permanência de revistas científicas na Coleção SciELO Portugal” (http://www.scielo.mec.pt/avaliacao/Novos_Criterios_pdf). Por favor observe, principalmente,  as Tabelas:

Tabela 1. Porcentagem de editores associados com afiliação estrangeira por área temática: mínima 30%, recomendada 40%.

Tabela 2. Fluxo de produção editorial segundo periodicidade das revistas e número médio de artigos mínimo e recomendado por ano por conjuntos de revistas de cada área temática: mínima 15, recomendada 20.

Tabela 3. Percentagem mínima e recomendada de autores/as com afiliação institucional estrangeira: mínima 30%, recomendada 40%.

C) Para a Scielo/Cuba: “Criterios, políticas y procedimientos para la admisión y permanencia de revistas en la Colección SciELO Cuba” (http://scielo.sld.cu/pdf/pdf)

Tabla 1. Porcentaje de editores asociados con afiliación extranjera para el conjunto de revistas en cada área temática: mínima 25%, recomendada 50%.

Tabla 2. Porcentaje mínimo de árbitros con afiliación institucional en el extranjero para el conjunto de revistas en cada área temática: mínima 30%, recomendada 40%.

Tabla 3. Flujo de producción editorial de acuerdo con la periodicidad de las revistas y la cantidad mínima y promedio recomendada de artículos por año para conjuntos de revistas en cada área temática mínima 15, recomendada 45.

Tabla 4. Porcentaje mínimo de artículos en inglés y artículos recomendados en inglés y español por conjunto de revistas en cada área temática: mínima 20%, recomendada 40%.

Tabla 5. Porcentaje mínimo y recomendado de autores con afiliación institucional extranjera: mínima 30%, recomendada 40%.