O PLANEJAMENTO EXPERIMENTAL DOEHLERT NA CARACTERIZAÇÃO DA RUGOSIDADE COMO FUNÇÃO DOS PARÂMETROS DE ENTRADA DO PROCESSO DE FRESAMENTO DO AÇO ABNT 1020

  • Lucas Benini Universidade Federal de Viçosa, UFV
  • Mauro Alberto Castheloge Rossi
Palavras-chave: Planejamento Doehlert, Fresamento, Modelo Matemático, Rugosidade

Resumo

Este trabalho visa a obtenção de um modelo matemático capaz de descrever o comportamento da rugosidade do aço ABNT 1020 em função aos parâmetros de entrada do processo de fresamento convencional. Para isso, foi empregado a metodologia de planejamento experimental denominada planejamento Doehlert. Foram definidas 5 velocidades de corte e 3 velocidades de avanço, que foram correlacionadas, formando 7 pares de parâmetros de entrada. Assim, foram obtidos 3 modelos de caracterização para os parâmetros Ra, Rz e Rt que possuem uma assertividade de 67,3%, 70,9% e 78,3% respectivamente. Entretanto, pôde-se concluir que, apesar possuírem um R² maior de 60%, este resultado pode ser considerado não aceitável em termos do objetivo deste trabalho, uma vez que o padrão definido foi em torno de 95%, o que o torna inviável para o caso do fresamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-20
Como Citar
BENINI, L.; ROSSI, M. A. C. O PLANEJAMENTO EXPERIMENTAL DOEHLERT NA CARACTERIZAÇÃO DA RUGOSIDADE COMO FUNÇÃO DOS PARÂMETROS DE ENTRADA DO PROCESSO DE FRESAMENTO DO AÇO ABNT 1020. The Journal of Engineering and Exact Sciences, v. 5, n. 4, p. 0338-0350, 20 ago. 2019.
Seção
Industrial and Mechanical Engineering

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>