GESTÃO DE ENERGIA E A ISO 50001: AÇÕES ENTRE DUAS ORGANIZAÇÕES DE SETORES DIFERENCIADOS

  • Daiane Aguiar Nunes Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
  • Gabriela Assunção Barbosa Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
  • Pedro Henrique Ratzinger Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
  • Jorge André Ribas Moraes Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
  • André Luiz Emmel Silva Universidade de Santa Cruz do Sul
Palavras-chave: Eficiência energética; Emissão de gases de efeito estufa; ISO 50001; Melhoria contínua

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar as principais dificuldades na implementação da ISO 50001, abordando as vantagens e as possíveis desvantagens de aderir à norma e também incentivar às empresas que não possuem a certificação se atualizar sobre o assunto. Como instrumento de coleta de dados aplicou-se dois questionários distintos em duas organizações localizadas na região central do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Quanto aos resultados apresentados destaca-se que as indústrias de grande porte estão mais preocupadas e engajadas em conciliar a lucratividade com a preservação do meio ambiente através de buscas constantes em melhorias de acordo com as NBR’s. Porém, empresas de porte menor, as quais possuem uma maior dificuldade em relação a aplicação de investimento, estão em busca de maneiras de praticar o consumo consciente com aplicações de métodos básicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-20
Como Citar
NUNES , D. A.; BARBOSA, G. A.; RATZINGER, P. H.; MORAES, J. A. R.; ANDRÉ LUIZ EMMEL SILVA. GESTÃO DE ENERGIA E A ISO 50001: AÇÕES ENTRE DUAS ORGANIZAÇÕES DE SETORES DIFERENCIADOS. The Journal of Engineering and Exact Sciences, v. 6, n. 1, p. 0036-0041, 20 jan. 2020.
Seção
General Articles