Escala de comportamento de compra: desenvolvimento e validação de um instrumento de medida

Autores

  • Gilberto Venâncio Luiz Universidade Federal de Viçosa - Campus de Rio Paranaíba-MG
  • Neuza Maria da Silva Departamento de Economia Doméstica, da Universidade Federal de Viçosa – Campus Viçosa/MG

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivos o desenvolvimento de uma escala de mensuração de atitude em relação a um comportamento consumista e a construção de um índice de avaliação da predisposição dos indivíduos em apresentar comportamento de compra desregrado. Para isso foi criada uma escala de mensuração contendo 25 questões relacionadas a um comportamento de compra desregrado e aplicada a uma amostra de 272 indivíduos. Após o levantamento dos dados, foi aplicada a técnica de análise fatorial, com o intuito de verificar a validade fatorial das questões e combinar as variáveis com padrões de correlação semelhantes. Com base nas cargas fatoriais dos fatores encontrados, foi criado um indicador com variação de 0 (zero) a 1 (um) para avaliação da predisposição dos indivíduos a um comportamento de compra desregrado. O índice geral criado obteve o valor médio de 0,23, indicando baixa predisposição dos participantes em apresentar comportamento classificado como consumista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gilberto Venâncio Luiz, Universidade Federal de Viçosa - Campus de Rio Paranaíba-MG

Professor Adjunto I - Universidade Federal de Viçosa - Campus Rio Paranaíba/MG

Neuza Maria da Silva, Departamento de Economia Doméstica, da Universidade Federal de Viçosa – Campus Viçosa/MG

Professora Titular do Departamento de Economia Doméstica, da Universidade Federal de Viçosa – Campus Viçosa/MG.

Referências

AJZEN, Icek. The theory of planned behavior. Organizational behavior and human decision processes, v. 50, n. 2, p. 179-211, 1991.

AJZEN, Icek; FISHBEIN, Marting. The influence of attitudes on behavior. In: ALBARRACÍN, Dolores; JOHNSON, Blair T.; ZANNA, Mark P. (Ed.). The handbook of attitudes. New York: Psychology Press, 2005. p. 173-221.

ARAÚJO, G. P. D.; RAMOS, A. S. M. Comportamento de Compra por Impulso em Shopping Centers: pesquisa com consumidores de Brasília-DF e Natal-RN. Revista Eletrônica de Administração, v. 16, n. 3, p. 589-610, 2013.

ARENDT, H. A condição humana. São Paulo: Ed. Forense Universitária, 2000.

AROCAS, R. L.; PARDO, I. Q. El modelo de compra ACB. Una nueva conceptualización de la compra por impulso. Esic Market, n. 106, p. 151-163, 2000.

BLACKWELL, R. D.; MINIARD, P. W.; ENGEL, J. F. Comportamento do Consumidor. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

BARBARÁ, A.; SACHETTI, V. A. R.; CREPALDI, M. A. Contribuições das representações sociais ao estudo da AIDS. Revista Interação em Psicologia. Curitiba, v. 9, n. 2, p. 331-339, 2005.

BARBOSA, L. Sociedade de Consumo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.

BARBOSA, Lívia; CAMPBELL, Colin (Org.). Cultura, Consumo e Identidade. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BAUMAN, Z. Ser Consumidor numa sociedade de consumo. In: _____. Globalização: as consequências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998.

BAUMAN, Z. Vida para o Consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

CAMPBELL, Colin. A ética romântica e o espírito do consumismo moderno. Rio de Janeiro: Rocco, 2001.

CAMPBELL, Colin. Eu compro, logo existo: as bases metafísicas do consumo moderno. In: BARBOSA, Lívia; CAMPBELL, Colin (Org.). Cultura, Consumo e Identidade. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p. 47-64.

CARLOS, Jonas Hendler. Aplicação da Análise Fatorial para Elaborar um Índice Multivariado da Qualidade dos Serviços de Telefonia Móvel. 2013. 22 f. TCC (Graduação) - Curso de Curso de Estatística, Departamento de Estatística, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/66466>. Acesso em: 15 jun. 2015.

CERBASI, Gustavo. Dinheiro-os segredos de quem tem. Rio de Janeiro: Sextante, 2007.

CORRAR, L. J.; PAULO, E.; DIAS FILHO, J. M. Análise multivariada: para cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia. São Paulo: Atlas, 2011.

COSTA, Filipe Campelo Xavier da; LARÁN, Juliano A.. Influências Ambientais e Compra por Impulso: um Estudo em Lojas Virtuais e Físicas. In: XXVII ENCONTRO DA ANPAD, Não use números Romanos ou letras, use somente números Arábicos., 2003, Atibaia. Anais do XXVII Encontro da ANPAD. Atibaia: Anpad, 2003.

FABER, R. A systematic investigation into compulsive buying. In: BENSON, A. I shop, therefore I am: compulsive buying and the search for the self. Northvale: Jason Aronson, 2000.

FAJARDO, E. Consumo Consciente-Comércio Justo. Senac, 2010.

GADE, Crhistiane. Psicologia do consumidor e da propaganda. São Paulo: EPU, 1998.

GONÇALVES, Alex Silva; SCHMIDT, João Pedro. Impactos do Consumismo: ação estatal e participação comunitária. In: SEMINÁRIO NACIONAL DEMANDAS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA, 0., 2015, Santa Cruz do Sul. Anais... . Santa Cruz do Sul: Unisc, 2015. p. 1 - 15. Disponível em: <http://online.unisc.br/acadnet/anais/index.php/snpp/article/view/14305/2755>. Acesso em: 1 fev. 2016.

HAIR JUNIOR, J. F, BABIN, B., MONEY, A. H., & SAMOUEL, P. Fundamentos de Métodos de Pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HAYTON, James C.; ALLEN, David G.; SCARPELLO, Vida. Factor retention decisions in exploratory factor analysis: A tutorial on parallel analysis. Organizational research methods, v. 7, n. 2, p. 191-205, 2004.

HEMAIS, M. W.; CASOTTI, L. M.; ROCHA, E. P. G. Hedonismo e Moralismo: consumo na base da pirâmide. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 53, n. 2, p. 199-207, 2013.

KOTLER, Philip. Marketing para o Século XXI. Futura, 2000.

LINDSTROM, Martin. A lógica do consumo. Verdades e mentiras sobre por que compramos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

McCRACKEN, G. Cultura & consumo: novas abordagens ao caráter simbólico dos bens e das atividades de consumo. Rio de Janeiro: Muad Editora Ltda, 2003.

MATTAR, Fauze Najib. Pesquisa de Marketing. 5ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

NAYEEM, Tahmid; CASIDY, Riza. Australian consumers' decision-making styles for everyday products. Australasian Marketing Journal (AMJ), v. 23, n. 1, p. 67-74, 2015.

PASQUALI, L. Análise fatorial para pesquisadores. Laboratório de Pesquisa em Avaliação e Medida (LabPAM) – Instituto de Psicologia. Brasília, DF: UnB, 2001.

ROCHA, Everardo. Culpa e prazer: imagens do consumo na cultura de massa. Comunicação, mídia e consumo, v. 2, n. 3, p. 123-138, 2008.

RODRIGUES, A., ASSMAR, E. M. L. & JABLONSKI, B. Psicologia social. Petrópolis: Vozes, 1999.

SANTINI, F. O.; ESPARTEL, L. B. O Impacto da Promoção de Distribuição de Prêmios na Incidência de Compras por Impulso e nas Intenções de Recompra do Consumidor: um estudo experimental. Revista de Negócios, v. 15, n. 2, p. 91-108, 2010.

SCHWERINER, M. E. R. O Consumismo e a Dimensão Espiritual das Marcas: UMA ANÁLISE CRITICA. 2008. 20 f. Tese (Doutorado) - Curso de Sociologia, Faculdade de Filosofia Ciências da Religião, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2008.

SILVA, Ana Beatriz Barbosa. Mentes consumistas: do consumismo à compulsão por compras. São Paulo: Globo Livros, 2014.

SOLOMON, M. R. Comportamento do Consumidor: comprando, possuindo e sendo. Porto Alegre: Bookman, 2011.

WRIGHT, E. O.; ROGERS, J. American Society: how it really works. New York: WW Norton & Company, 2011.

Downloads

Publicado

2017-06-25

Como Citar

Luiz, G. V., & da Silva, N. M. (2017). Escala de comportamento de compra: desenvolvimento e validação de um instrumento de medida. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 28(1), 180-200. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/oikos/article/view/3742

Edição

Seção

Artigos