Análise por gênero da produção do corpo docente dos cursos de Economia nas Universidades Federais de Minas Gerais

  • Raniella Orquiza da Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Jader Fernandes Cirino Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Gênero, Universidades Federais de Minas Gerais, Produção científica,

Resumo

O presente trabalho analisa a produção do corpo docente dos cursos de Economia nas universidades públicas de Minas Gerais, em 2017. Para tanto, parte-se da verificação percentual dos professores dessa área, de acordo com o gênero. Ao estabelecer a hipótese de que há um número desproporcional de homens em relação às mulheres, busca-se, pela elaboração de um índice, medir a produção desses docentes levando em consideração a pesquisa (publicação em periódicos). Esse índice é criado com o intuito de concluir se existe indício de desigualdade de gênero no corpo docente de economia nas universidades em questão. Constatou-se que os homens representam 70% do total dos indivíduos estudados, e que a produção científica não foi um fator que justifica tal desproporção de gênero no corpo docente de Economia nas universidades federais de Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raniella Orquiza da Silva, Universidade Federal de Viçosa
Mestranda em Economia pela Universidade Federal de Viçosa. Bacharela em Economia pela Universidade Federal de Viçosa.
Jader Fernandes Cirino, Universidade Federal de Viçosa

Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa. Professor Associado do Departamento de Economia e Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal de Viçosa.

Publicado
2018-10-03
Como Citar
Silva, R. O. da, & Cirino, J. F. (2018). Análise por gênero da produção do corpo docente dos cursos de Economia nas Universidades Federais de Minas Gerais. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 29(1), 102-124. https://doi.org/10.31423/2236-8493.v29i1.355