AMBIENTE TÉRMICO NO INTERIOR DE MODELOS FÍSICOS DE GALPÕES AVÍCOLAS EQUIPADOS COM CÂMARAS DE VENTILAÇÃO NATURAL E ARTIFICIAL

  • Luiz Gonzaga Ferreira Júnior
  • Tadayuki Yanagi Junior
  • Flávio Alves Damasceno
  • Eberson Silva
  • Gleice Cristina de Andrade e Silva
Palavras-chave: Construções Rurais, Ambiência

Resumo

Objetivou-se com o presente trabalho, analisar o ambiente térmico no interior de modelos físicos de galpões avícolas, construídos em escala reduzida (1:10), equipados com câmara de ventilação natural e artificial instalada sob a cobertura. O conforto térmico foi avaliado e classificado por meio do índice de temperatura de globo negro e umidade (ITGU), carga térmica de radiação (CTR), umidade relativa do ar (UR) e efetividade () das coberturas em reduzir o ITGU em relação à cobertura construída com telhas de alumínio. Quatro modelos físicos construídos com telhas de cimento amianto e equipados com ventilação natural ou forçada sob a cobertura foram comparados a dois modelos físicos construídos com telhas de amianto e de alumínio, respectivamente, sem lanternim. Com base nos resultados, pode-se concluir que a incorporação de câmaras de entilação artificial ou natural sob a cobertura proporciona melhores condições térmicas no interior dos modelos físicos reduzidos de galpões avícolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-07-30
Como Citar
Ferreira Júnior, L. G., Junior, T. Y., Damasceno, F. A., Silva, E., & Silva, G. C. de A. e. (2009). AMBIENTE TÉRMICO NO INTERIOR DE MODELOS FÍSICOS DE GALPÕES AVÍCOLAS EQUIPADOS COM CÂMARAS DE VENTILAÇÃO NATURAL E ARTIFICIAL. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 17(3). https://doi.org/10.13083/reveng.v17i3.133
Seção
.

Most read articles by the same author(s)