Geografia dos Esportes: apontamentos para o ensino médio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47328/rpv.v9i02.10435

Palavras-chave:

Ensino de Geografia; Esportes; Geografia Humana.

Resumo

Compreendido como uma atividade polissêmica e de caráter múltiplo, os esportes são grandes consumidores do espaço geográfico e por consequência, usufruem dos principais conceitos da Geografia, como por exemplo, o lugar, a paisagem, o território, entre outros, se vinculando cada vez mais à ciência geográfica. Existe uma interação entre ambos e ela ocorre no seio da sociedade. Considerando a Geografia dos Esportes como uma possibilidade de tratar esse fenômeno da sociedade contemporânea, cada vez mais estimulado pela mídia e também enraizado no imaginário popular, o presente trabalho tem como objetivo analisar as variáveis que possibilitam aos alunos do ensino médio brasileiro, pensar o esporte como novo elemento de uma Geografia, que interage e interfere no consumo e no fazer cotidiano. De caráter geográfico, a pesquisa aborda uma discussão e revisão do tema para o ensino de Geografia em nível médio apontando sugestões para a sua prática. Conclui-se que os esportes são uma atividade heterogênea, fruto de uma territorialização que envolve complexas relações e que cativa o mundo e a sociedade de um modo geral, sendo percebidos como parte integrante de processos que envolvem a análise espacial e a caracterização socioeconômica e político cultural, elementos por excelência, geográficos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AQUINO, C. A. B.; MARTINS, J. C. O. Ócio, lazer e tempo livre na sociedade do consumo e do trabalho. Revista Mal-estar e Subjetividade 7(2), 479-500, dez. 2007.

BALE, J. Sports Geography. London: E. & F.N. Spon, 1989.

CUNHA, L. S.; CRAVIDÃO, F. D. Notas para uma Geografia dos Desportos radicais no centro de Portugal. In: SANTOS, N. P.; GAMA, A. (coords.) Lazer, da libertação do tempo à conquista das práticas. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2008.

DOMINGOS, C.; LEMOS, S.; CANAVILHAS, T. Sem fronteira: Geografia 8º ano. Vol. 2. 3ª ed. Lisboa: Plátano, 2016.

DUMAZEDIER, J.. Lazer e cultura popular. 3ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2001.
FERNANDES, J.; MATOS, M. J. Geografar: Geografia 8º ano. Porto: Santillana, 2014.

FERNANDES, L. Para além dos jogos: os grandes eventos esportivos e a agenda do desenvolvimento nacional. In: JENNINGS, A. et al. Brasil em jogo: o que fica da Copa e das Olimpíadas? São Paulo: Boitempo Editorial/ Carta Maior, 2014.

GASPAR, J. et al. Transformações recentes na geografia do futebol de Portugal. Revista Finisterra, XVII(34), 301-324, ago. 1982.

HOURDIN, G. Uma civilização dos tempos livres. Lisboa: Moraes Editores, 1970.

JESUS, G. M. A geografia dos esportes: uma introdução. Scripta Nova. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales. n. 35, mar 99. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/sn-35.htm. Acesso em 04 out. 2016.

LAFAGUE, P. O direito à preguiça. 3ªed. Lisboa: Teorema, 1991.

LOBO, J. Geo Descobertas. 8ºano. Vila Nova de Gaia: Edições Asa, 2014.

MARQUES, A. I. A educação e o lazer. Millenium. Viseu (PT), 29(8), 2003. Disponível em: http://www.ipv.pt/millenium/ect10_ana.htm. Acesso em 26 nov. 2016.

MASCARENHAS, F. O pedaço sitiado: cidade, cultura e lazer em tempos de globalização. Revista brasileira de ciências do esporte. 24(3),121-143, mai. 2003.

MASCARENHAS, G. Geografia do Esporte. Atlas do Esporte no Brasil. p. 719, 2005. Disponível em: http://cev.org.br/biblioteca/geografia-esporte/. Acesso em 03 set. 2016.

MOUCHO, C. A minha terra: Geografia 8º Ano. População e povoamento; atividades econômicas. Lisboa, Plátano, 2014.

OLIVEIRA, J. S. DE; TIRADENTES, L. Geografia do esporte e do turismo: o que se aprende em sala de aula?. Revista Ponto de Vista, v. 8, n. 1, p. 14-30, out. 2019. Disponível em: <http://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/9188> Acesso em 18 abr. 2020.

PATMORE, J. A. (1983). Recreation and resources: leisure patterns and leisure places. Oxford: Basil Blackwell, 1983.

PEIXOTO, A. Turismo na sociedade moderna. Correio do Minho, edição de 17-02-2012. Disponível em: <http://www.correiodominho.com/cronicas.php?id=3692> Acesso em 28 nov. 2016.

PORTUGAL, IDESPORTO. Carta Europeia do Desporto. 1992. Disponível em <http://www.idesporto.pt/DATA/DOCS/LEGISLACAO/Doc120.pdf> Acesso em 12 dez. 2016.

PRONOVOST, G. Comprendre la societé : un bilan critique de la sociologie du loisir. In: PRONOVOST, G.; ATTIAS-DONFUT, C.; SAMUEL, N. Temps libre et modernité: mélanges en l´honneur de Joffre Dumazedier. Québec: Presses de l´Université du Québec, 1993.

SANTOS, N. N. P. Lazer, espaço e lugares. In SANTOS, N. P.; GAMA, A. (coords.) Lazer, da libertação do tempo à conquista das práticas. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2008.

SANTOS, N. N. P. A sociedade de consumo e os espaços vividos pelas famílias: a dualidade dos espaços, a “turbulência” dos percursos e a identidade social. 1999. 606 f. Tese (Doutorado em Geografia Humana) - Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra, 1999. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/236687072. Acesso em 25 jan. 2017.

SANTOS, N. P.; GAMA, A. (coords.). Lazer, da libertação do tempo à conquista das práticas. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2008.

TERCIO, D. Da autenticidade do corpo na dança. In. RODRIGUES, D. (edit.) O corpo que (des)conhecemos. Lisboa: FMH Edições, 2005.

UMBELINO, J. Lazer e território: contributo geográfico para a análise do uso do tempo. Lisboa: Centro de Estudos de Geografia e Planeamento Regional, 1999.

UMBELINO, J. Lazer e turismo: dos conceitos às práticas. In: GOMES, R. M. (org.). Os lugares do lazer. Lisboa: Instituto do Desporto de Portugal, 2005.

Downloads

Publicado

2020-10-01

Como Citar

TIRADENTES, L. Geografia dos Esportes: apontamentos para o ensino médio. REVISTA PONTO DE VISTA, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 20-36, 2020. DOI: 10.47328/rpv.v9i02.10435. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/10435. Acesso em: 22 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos Científicos