Estudo da topografia superficial no fresamento da liga de alumínio 6351 T6

Autores

  • Eliene Oliveira Lucas Universidade Federal de Viçosa
  • Rafael Borges Mundin Universidade Federal de Viçosa
  • Eder Silva Costa Universidade Federal de Viçosa
  • Antonio Marcos de Oliveira Siqueira Universidade Federal de Viçosa https://orcid.org/0000-0001-9334-0394

DOI:

https://doi.org/10.18540/jcecvl8iss3pp14027-01e

Palavras-chave:

Topografia superficial, Acabamento pós- processual, Fresamento de liga de alumínio.

Resumo

No fresamento a textura superficial é gerada pela superposição de superfícies onduladas resultantes da passagem de um gume é removida pelo subseqüente que também deixa uma ondulação. A diferença de fase entre as ondulações é empregada como indicativo da presença de vibrações que resultam principalmente num pior acabamento superficial. Os desvios geométricos superficiais (rugosidade e ondulação) representam uma medida relativa da estabilidade do processo. O objetivo deste trabalho é descrever a topografia superficial, a partir de ensaios sistemáticos de fresamento de topo da liga de alumínio 6351 T6 com emprego de fresas de topo metal duro integrais. Os resultados são apresentados com base nos parâmetros verticais de rugosidade (Ra, Rq, Rz e Rt), curtose e profundidade de ondulação para condições de velocidades de corte e avanços variados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-18

Como Citar

Lucas, E. O., Mundin, R. B., Costa, E. S., & Siqueira, A. M. de O. . (2022). Estudo da topografia superficial no fresamento da liga de alumínio 6351 T6. The Journal of Engineering and Exact Sciences, 8(3), 14027–01e. https://doi.org/10.18540/jcecvl8iss3pp14027-01e

Edição

Seção

General Articles

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>