O niilismo pós-guerra em H.P. Lovecraft: uma análise histórico-filosófica de Dagon (1919)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18540/revesvl4iss1pp12001-12011

Palavras-chave:

Lovecraft; Primeira Guerra Mundial; Niilismo; Nietzsche; Chartier.

Resumo

Esta reflexão pretende pontuar as características em dinâmica que norteiam o conto Dagon, de Howard Phillips Lovecraft, e seu pertencimento histórico. Conto curto, Dagon fornece inúmeros elementos pertinentes para entender modos de pensar a realidade histórica no começo do século XX e suas heranças existenciais do final do século XIX. Trata de uma abordagem sensível sobre os elementos psicológicos, filosóficos e alegóricos que constituem a narrativa ficcional gótica de 1919. Como base teórica, os conceitos de Representação e Niilismo, frutos dos diálogos com Roger Chartier e Friedrich Nietzsche, respectivamente, nos são instrumentos possíveis de análise da fonte ficcional na interpretação da realidade histórica. Através dessa análise histórico-filosófica, esmiúça-se o conto Dagon para entender os aspectos construtivos de seu cenário verossimilhante e reconhecível de tempos bélicos e tal entrega interpessoal desesperante.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-02

Como Citar

BARTILOTTI MACHADO, A.; LIMA, S. Q. . O niilismo pós-guerra em H.P. Lovecraft: uma análise histórico-filosófica de Dagon (1919). REVES - Revista Relações Sociais, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 12001-12011, 2021. DOI: 10.18540/revesvl4iss1pp12001-12011. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/reves/article/view/10924. Acesso em: 16 abr. 2021.

Edição

Seção

General Papers/Artigos