“Promover o discurso do empreendedor de si”:

sentidos e significados atribuídos pelos professores ao componente curricular Projeto de Vida

Autores

  • Adriege Rodrigues Universidade Federal da Paraíba
  • Regina Alice Rodrigues Araújo Costa Universidade Federal da Paraíba
  • Ana Cláudia da Silva Rodrigues Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.47328/rpv.v13i2.16628

Palavras-chave:

Projeto de Vida, Novo Ensino Médio, Políticas Educacionais

Resumo

O artigo versa sobre o componente curricular projeto de vida. Destacamos que o tema ganhou centralidade na política do Novo Ensino Médio, iniciada pela Medida Provisória nº 746/2016 e posteriormente convertida na Lei 13.415/2017, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Nosso objetivo consistiu em conhecer os sentidos e significados atribuídos pelos professores da rede estadual da Paraíba ao componente curricular projeto de vida. Metodologicamente operamos com a abordagem qualitativa e para análise dos achados, dialogamos a partir da Análise do Discurso com base em Foucault (1986). O instrumento utilizado foi um questionário aberto e os sujeitos foram 19 (dezenove) professores que ministram o componente curricular na rede estadual da Paraíba. As respostas das questões indicaram que os professores em sua maioria não se sentem preparados para lecionar o componente uma vez que não houve formação continuada. A partir dos sentidos e significados atribuídos ao projeto de vida, explicitam suas preocupações no que se refere a entrada dos jovens no ensino superior, pois para a maior parte dos entrevistados, o componente curricular pode até nortear nesse percurso, no entanto, com o formato do Novo Ensino Médio, que implicou na redução de carga horária dos componentes da Formação Geral Básica, esse processo se torna injusto e desigual. Observamos, ainda, a partir dos achados, a construção do discurso da precarização docente, empreendedorismo de si, professor diferenciado e os efeitos de sentido que deles se desdobram, além da forte ideia de inculcar nos jovens o discurso de individualização, responsabilização, competitividade e mérito, o que reforça cada vez mais as desigualdades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cláudia da Silva Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Possui Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal da Paraíba (1994), graduação em Ciências Agrárias pela Universidade Federal da Paraíba (2003), mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (2003) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (2012). Atualmente é professora do Magistério Superior da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Educação com ênfase em Currículo, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas educacionais, currículo, educação integral, educação do campo e formação de professores. Editora da Revista Espaço do Currículo. Credenciada no Programa de Pós-graduação em Educação-UFPB, na linha de Políticas Educacionais. Vice-líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Curriculares; membro dos Grupo de Estudos e Pesquisas em Currículo e Práticas Educativas; Grupo de Estudos e Pesquisas de Práticas Educativas na Educação de Jovens e Adultos e Grupo de Pesquisa Currículos, Cotidianos, Culturas e Redes de conhecimentos - UFES. Faz parte da Rede Latino-Americana de Estudos Epistemológicos em Política Educacional .

Referências

ARAÚJO, U. F.; ARANTES, V.; PINHEIRO, V. Projetos de vida: Fundamentos psicológicos, éticos e práticas educacionais. Summus Editorial, 2020.

BRAGGIO, A. K.; SILVA, R. O Projeto de Vida no Novo Ensino Médio. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 2, p. 35 - 56, 2023.

BRASIL Ministério da Educação. Resolução n.º 3, de 21 de novembro de 2018. Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: MEC, 2018a. Disponível em: http://novoensinomedio.mec.gov.br/resources/downloads/pdf/dcnem.pdf. Acesso em: 13 ago. 2023.

BRASIL. Lei nº 13.415 de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto-Lei no 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei no 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato

-2018/2017/lei/l13415.htm. Acesso em: 20 de ago. 2023.

BRASIL. Medida Provisória n.º 746, de 22 de setembro de 2016. Institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, altera a Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e a Lei n.º 11.494 de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, 2016. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/mpv/mpv746.htm. Acesso em: 9 de ago. 2023.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 2, de 30 de janeiro de 2012. Dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECEBN22012.pdf?query=ensino%20m%C3%A9dio. Acesso em: 9 de ago. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC, 23 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2018b.

DAMON, W. O que o jovem quer da vida? Como pais e professores podem orientar e motivar os adolescentes. São Paulo: Summus, 2009.

DAMON, W.; MENON, J.; BRONK, K. C. The Development of Purpose During Adolescence. Applied Developmental Science, Stanford, v. 7, n. 3, p. 119-128, 2003.

DANZA, H. C. Conservação e mudança dos projetos de vida de jovens: um estudo longitudinal sobre educação em valores. 2019. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019. Acesso em: 10 de ago. 2023.

DARDOT, P.; LAVAL, C. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

DAYRELL, J. A Trajetória do Observatório da Juventude da UFMG. In: DAYRELL, J. (org.). Por uma pedagogia das juventudes: experiências educativas do Observatório da Juventude da UFMG, Belo Horizonte: Mazza Edições, 2016.

FALCÃO, N. M.; CALDAS, R. S. M.; BARROS, E. B. Juventude e Projeto de Vida na Reforma do Ensino Médio: análise da política pública e perspectivas das pesquisas na área da Educação. Revista Espaço Pedagógico, [S. l.], v. 30, p. e14360, 2023.

FERNANDES, C. A. Literatura em Foucault: lugares da análise do discurso. Signótica, Goiânia, p. 49–62, 2008. DOI: 10.5216/sig.v0i0.3635. Disponível em: https://revistas.ufg.br/sig/article/view/36

Acesso em: 29 ago. 2023.

FERREIRA, R. A.; RAMOS, L. O. L. O projeto da MP nº 746: entre o discurso e o percurso de um novo Ensino Médio. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 26, n. 101, p. 1176-1196, out./dez. 2018.

FERRETI, C. J.; SILVA, M. R. DA. Reforma do ensino médio no contexto da medida provisória n o 746/2016: estado, currículo e disputas por hegemonia. Educação & Sociedade, v. 38, n. 139, p. 385–404, abr. 2017.

FISCHER, R. M. B. Foucault e a análise do discurso em Educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 114, p. 197-223, nov. 2001.

FOUCAULT, M. Arqueologia do Saber. 7 ed. Tradução Luiz F.B. Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

FOUCAULT, M. Nascimento da Biopolítica: curso dado no Collège de France (1978- 1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. Polemics, Politics and Problematizations. In: RABINOW, Paul (ed.). The Foucault Reader. Nova Iorque: Pantheon Books, 1986.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

JAKIMIU, V. C. L. Projeto de Vida no currículo do ensino médio: A educação à serviço da Pedagogia do Mercado. Revista Cocar, v.17. n.35, p.1-25, 2022. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar. Acesso em: 13 set. 2022.

LINO, L. A. As ameaças da reforma Desqualificação e exclusão. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 11, n. 20, p. 75-90, jan./jun. 2017. Disponível em: http://www.esforce.org.br. Acesso em: 29 jul. 2023.

LOPES, A. C. Itinerários formativos na BNCC do Ensino Médio: identificações docentes e projetos de vida juvenis. Retratos da escola, v. 13, n. 25, p. 59-75, 2019.

MARTINS, G. A. Estudo de caso: uma reflexão sobre a aplicabilidade em pesquisas no Brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 2, n. 2, p. 9-18, jan./abr., 2008.

MICHAELIS. Moderno dicionário inglês. São Paulo: Melhoramentos, 2009.

NARVAZ, M. G.; NARDI, H. C; MORALES, B. Nas tramas do discurso: a abordagem discursiva de Michel Pêcheux e de Michel Foucault. Revista de Psicologia Política, v. 6, n. 12, p. 369-390, 2007.

PARAÍBA. Diretrizes operacionais das Escolas Cidadãs Integrais, Escolas Cidadãs Integrais Técnicas e Escolas Cidadãs Integrais Socioeducativas. Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, PB, 2023.

OLIVEIRA, V. N. M. Pra agora e pro futuro: Desafios da escolarização e projetos de jovens do Ensino Médio com percursos acadêmicos acidentados. 2020. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ, 2020.

PARAÍBA. Diretrizes Operacionais das Escolas da Rede Estadual da Paraíba. Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, PB, 2020.

SÃO PAULO. Diretrizes Curriculares Projeto de Vida (2020). Disponível em: https://efape.educacao.sp.gov.br/curriculopaulista/wp-Content/uploads/download/Projeto%20de%2

Vida/Diretrizes%20Curriculares%20Projeto%20de%20Vida%20Revisa%CC%83o_V1.pdf. Acesso: 20 de ago. 2023.

Downloads

Publicado

15-05-2024

Como Citar

RODRIGUES, A.; RODRIGUES ARAÚJO COSTA, R. A.; DA SILVA RODRIGUES, A. C. “Promover o discurso do empreendedor de si”:: sentidos e significados atribuídos pelos professores ao componente curricular Projeto de Vida. Revista Ponto de Vista, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 01–21, 2024. DOI: 10.47328/rpv.v13i2.16628. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/RPV/article/view/16628. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.