Casca da manga como fonte de matéria prima lignocelulósica para obtenção do bioetanol

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18540/jcecvl6iss4pp0486-0490

Palavras-chave:

Meio-ambiente, Reaproveitamento, Biocombustível, Semi-Árido

Resumo

O uso de combustíveis fósseis tem intensificado cada vez mais a emissão de gases poluentes à atmosfera, dessa forma, o etanol de segunda geração, obtido por matéria prima lignocelulósica surge como alternativa por ser considerado uma energia limpa. O biocombustível pode ser produzido a partir de resíduos gerados da fruticultura, como exemplo, a casca da manga, a qual possui uma composição satisfatória à produção do bioetanol. Este trabalho teve por objetivo, a produção de açúcares fermentescíveis, a partir desta matéria prima, para isso, foi realizado um planejamento fatorial acerca das principais variáveis de interesse no processo, e empregado a técnica da hidrólise ácida. Pôde-se observar, um aumento de 25,49% na formação de açúcares fermentescíveis comparados a composição in natura da matéria em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Arquivos adicionais

Publicado

2020-10-21

Como Citar

EDUARDO CARLOS, B.; ESTRELA EGÍDIO , K. .; NASCIMENTO DE MORAIS OLIVEIRA , M.; ROGÉRIO CRUZ DE SOUZA, C.; KELLY SANTOS CARMO, S. Casca da manga como fonte de matéria prima lignocelulósica para obtenção do bioetanol. The Journal of Engineering and Exact Sciences, [S. l.], v. 6, n. 4, p. 0486-0490, 2020. DOI: 10.18540/jcecvl6iss4pp0486-0490. Disponível em: https://periodicos.ufv.br/jcec/article/view/10665. Acesso em: 30 nov. 2020.

Edição

Seção

General Articles