USO DO FARELO E DA TORTA DE CRAMBE NA ALIMENTAÇÃO DE BEZERROS EM CRESCIMENTO

  • Bruno Pietsch Cunha Mendonça Universidade Federal de Viçosa
  • Rogério de Paula Lana Universidade Federal de Viçosa
  • Edenio Detmann Universidade Federal de Viçosa
  • Rafael Henrique de Tonissi Buschinelli de Goes Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD/MS.
  • Thiago Rodrigues de Castro Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Foi objetivo avaliar a inclusão de coprodutos do crambe na dieta de bezerros sobre o consumo e digestibilidade dos nutrientes. Foram utilizados oito bezerros Nelore desmamados, fistulados no rúmen, com peso corporal médio inicial de 177±5,1 kg, mantidos em baias individuais e com acesso irrestrito a água e
a mistura mineral. Os animais foram distribuídos em dois quadrados latinos 4×4, sendo testados a torta de crambe no quadrado latino 1 e o farelo de crambe no quadrado latino 2, incluídos nas proporções de 0, 5,
10 e 15% na base da matéria seca em dietas contendo 73% de feno de tifton 85 e 27% de concentrado à base de fubá de milho, farelo de soja e torta ou farelo de crambe. O experimento foi constituído de quatro períodos experimentais, com 18 dias cada, sendo os cinco primeiros dias destinados à adaptação dos animais ao tratamento e do 6o ao 10o dia para coleta de amostras. O consumo de matéria seca, de matéria orgânica, de proteína bruta, de fibra detergente neutro e de carboidratos não fibrosos não diferiu entre os diferentes níveis de inclusão de torta ou farelo de crambe, mas houve redução da digestibilidade com aumento do farelo de crambe na maioria das vezes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Pietsch Cunha Mendonça, Universidade Federal de Viçosa
Programa de Pós-Graduação - DZO/UFV. Viçosa-MG. Bolsista do CNPq.
Rogério de Paula Lana, Universidade Federal de Viçosa
Professor do Departamento de Zootecnia/UFV. *Bolsista 1B do CNPq.
Edenio Detmann, Universidade Federal de Viçosa
Professor do Departamento de Zootecnia/UFV. *Bolsista 1B do CNPq.
Rafael Henrique de Tonissi Buschinelli de Goes, Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD/MS.
Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD/MS.
Thiago Rodrigues de Castro, Universidade Federal de Viçosa
Universidade Federal de Viçosa. Bolsista CNPq apoio a pesquisa.

Referências

AGRICULTURAL AND FOOD RESEARCH COUNCIL - AFRC. Technical committee on responses to nutrients: energy and protein requirements of ruminants. Wallingford: Commonwealth Agricultural Bureaux
International, 1993. 159p.

ANDERSON, V.L.; SLANGER, W.D.; BOYLES, S.L. et al. Crambe meal is equivalent to soybean meal for backgrounding and finishing beef steers.
Journal of Animal Science, v.71, p.2608-2613, 1993.

CANOVA, E.B. Torta de crambe (Crambe Abyssinica Hochst) na alimentação de cordeiros. 2012. 64f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) –Instituto de Zootecnia, Nova Odessa, SP, 2012.

CASALI, A.O.; DETMANN, E.; VALADARES FILHO, S.C. et al. Influência do tempo de incubação e do tamanho de partículas sobre os teores de compostos indigestíveis em alimentos e fezes bovinas obtidos por procedimentos in situ. Revista Brasileira de Zootecnia, v.37,
n.2, p.335-342, 2008.

FUNDAÇÃO MATO GROSSO DO SUL – FUNDAÇÃO MS. Maracaju – MS. Disponível em: . Acesso em: 24
fev. 2012.

GOES, R.; SOUZA, K.; PATUSSI, R. et al. Degradabilidade in situ dos grãos de crambe, girassol e soja, e de seus coprodutos em ovinos.
Acta Scientiarum. Animal Sciences, Maringá, v.32, n.3, p.271-277, 2010.

HALL, M. B. Neutral detergent-soluble carbohydrates: nutritional relevance and analysis, a laboratory manual. Gainesville: University of
Florida, 2000. 42p. (Extension Bulletin, 339).

JOHNSON, R.R., McCLURE, K.E. High fat rations for ruminnats. I. The addition of saturated and unsaturated fats to high concentrate rations.
Journal of Animal Science, v.34, n.3, p.501-509, 1972.

MELLO, F.O.T.; PAULILLO, L.F.; VIAN, C.E.F. O biodiesel no Brasil: panorama, perspectivas e desafios. Informações Econômicas, v.37,
n.1, p.28-40, 2007.

MERTENS, D.R. Gravimetric determination of amylase-treated neutral detergent fibre in feeds with refluxing beakers or crucibles: collaborative
study. Journal of AOAC International, v.85, p.1217-1240, 2002.

MIZUBUTI, I.Y.; RIBEIRO, E.L.A.; PEREIRA, E.S. et al. Cinética de fermentação ruminal in vitro de alguns coprodutos gerados na cadeia produtiva do biodiesel pela técnica de produção de gás. Ciências Agrárias, Londrina, v.32, supl. 1, p.2021-2028, 2011.

MURAKAMI, A.E.; OKAMOTO, E.; MOREIRA, I. et al. Farelo de canola na alimentação de frangos de corte. Revista da Sociedade Brasileira de
Zootecnia, v.24, n.3, p.437-444, 1995.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Nutrient requirements of beef cattle. 7.ed. Washington: National Academy Press, 1996. 234p.

ØRKOSV, E.R.; HINE, R.S.; GRUBB, D.A. The effect of urea on digestion and voluntary intake by sheep of diets supplemented with fat. Animal Production, v.27, n.3, p.241-245, 1978.

RYAN, B.F.; JOINER, B.L. Minitab handbook. 3.ed. Belmont, CA, EUA: Duxbury Press, 1994.

RUSSELL, J.B. Factors influencing competition and composition of the ruminal bacterial flora. In: GILCHRIST, F.M.C.; MACKIE, R.I. (Ed.). The
herbivore nutrition in the subtropics and tropics. Craighall, South Africa: Science Press, 1984. p.313-345.

RUSSELL, J.B.; O’CONNOR, J.D.; FOX, D.G. et al. A net carbohydrate and protein system for evaluating cattle diets: I. Ruminal fermentation.
Journal of Animal Science, v.70, p.3551-3561, 1992.

SILVA, J.F.C.; LEÃO, M.I. Fundamentos de nutrição dos ruminantes. Piracicaba: Livroceres, 1979. 380p.

SILVA, D.J.; QUEIROZ, A.C. Análises de alimentos (métodos químicos e
biológicos). 3.ed. Viçosa, MG: Editora UFV, 2002. 235p.

TRIPATHI, M.K.; MISHRA, A.S. Glucosinolates in animal nutrition: A review. Animal Feed Science and Technology, v.132, p.1-27, 2007.

VALADARES FILHO, S.C.; MARCONDES, M.I.; CHIZZOTTI, M.L. et al. Exigências nutricionais de zebuínos puros e cruzados – BR Corte. 2.ed. Viçosa, MG: DZO, 2010. 193p.

VAN ETTEN, C.H. Toxic constituents of plant foodstuffs in Goitrogens. In:
LIENER, I.E. (Ed.). New York: Academic Press, 1969. p.103.

VAN ETTEN, C.H.; GAGNE, W.E.; ROBBINS, D.J. et al. Biological evaluation of crambe seed meals and derived products by rat feeding. Cereal Chemistry, v.46, p.145, 1969.

WALLIG, M.A.; BELYEA, R.L.; TUMBLESON, M.E. Effect of pelleting on glucosinolate content of crambe meal. Animal Feed Science and
Technology, v.99, p.205-214, 2002.
Publicado
2014-12-30
Como Citar
Mendonça, B. P. C., Lana, R. de P., Detmann, E., de Goes, R. H. de T. B., & Castro, T. R. de. (2014). USO DO FARELO E DA TORTA DE CRAMBE NA ALIMENTAÇÃO DE BEZERROS EM CRESCIMENTO. Revista Brasileira De Agropecuária Sustentável, 4(2). https://doi.org/10.21206/rbas.v4i2.262

Most read articles by the same author(s)