INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA DO AR DE SECAGEM SOBRE A COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE MELALEUCA

  • Diana Rodrigues Herinque Lemos
  • Evandro de Castro Melo
  • Ronicely Pereira Rocha
  • Luiz Cláudio de Almeida Barbosa
  • Antonio Lelis Pinheiro
Palavras-chave: active substances, chromatography, medicinal plant, tea tree

Resumo

Este trabalho visou avaliar a influência da temperatura do ar de secagem sobre a composição química do óleo essencial de Melaleuca alternifólia Cheel. Foram tomadas aleatoriamente três amostras de cada tratamento que foram analisadas ainda frescas, avaliando o teor de água e os constituintes químicos. Para a realização dos testes de secagem foram utilizadas amostras da planta triturada, utilizando um secador de leito fixo. As temperaturas do ar de secagem foram 40, 50, 60, 70 e 80°C. A identificação dos compostos foi feita empregando-se cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massas. Os componentes majoritários do óleo essencial de melaleuca submetidos às temperaturas do ar de secagem de 40, 50, 60, 70 e 80 °C atendem dentro Padrão ISO 4730, que classifica a planta como medicinal ou não. Foi observado também o aumento no teor de terpinen-4-ol e α-terpineol, e redução do teor de α-pinene comparado com a testemunha.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-03-05
Como Citar
Lemos, D. R. H., Melo, E. de C., Rocha, R. P., Barbosa, L. C. de A., & Pinheiro, A. L. (2012). INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA DO AR DE SECAGEM SOBRE A COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE MELALEUCA. REVISTA ENGENHARIA NA AGRICULTURA - REVENG, 20(1), 5-11. https://doi.org/10.13083/reveng.v20i1.224
Seção
Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##