A tecnologia multimídia ergoshow como prática na formação de conceitos quanto a ergonomia, saúde e segurança no trabalho e na busca de saúde, bem-estar e qualidade de vida na família

  • Sharinna Venturim Zanuncio Universidade Federal de Viçosa
  • Simone Caldas Tavares Mafra Universidade Federal de Viçosa
  • Francisco Rebelo Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa, Portugal
  • Maria de Lourdes Mattos Barreto Universidade Federal de Viçosa

Resumo

A saúde e segurança do trabalhador devem ser trabalhadas desde cedo com crianças e adolescentes, na perspectiva de que sejam adultos mais conscientes quanto a estes aspectos, isto é o que pretende o ERGOSHOW, um jogo multimídia, para transmitir conteúdos da Ergonomia, Saúde e Segurança no Trabalho (SST). Assim, o objetivo deste estudo foi discutir a importância e a contribuição dos meios multimídia como facilitador no processo ensino-aprendizagem, de crianças entre 12 e 14 anos, no que se refere à instrumentalização e construção de conceitos sobre a temática SST. Para alcance dos objetivos foram utilizados, questionários, entrevistas e o software ERGOSHOW. Sendo que para análise dos dados foram consideradas as falas dos entrevistados e o desempenho das crianças, quando da utilização do referido software. Obtendo-se como principal resultado que o uso de ferramentas multimídias no aprendizado da temática SST, se apresentou como estimulador ao aprendizado, principalmente quando se considera o relato dos pais quanto ao comportamento diferenciado das crianças após o desenvolvimento das atividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sharinna Venturim Zanuncio, Universidade Federal de Viçosa
Bacharel em Economia Doméstica pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e mestranda vinculada do Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica da UFV e Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Assistente de Pesquisa do Grupo de Pesquisa ERGOPLAN (Planejamento Ergonômico do Trabalho) da UFV. Ao longo da gradução em Economia Doméstica acumulou experiências na área de vestuário e têxteis, modelagem, lavanderia e hotelaria hospitalar, ergonomia, segurança e acidentes no trabalho, qualidade de vida, além de experiências quanto à extensão universitária e responsabilidade social, por meio do atendimento à comunidade viçosense em suas diversas demandas ligadas às áreas da Economia Doméstica.
Simone Caldas Tavares Mafra, Universidade Federal de Viçosa
Possui graduação em Economia Domestica pela Universidade Federal de Viçosa (1989), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999). Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência destacada na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Ergonomia de Projeto e Produto, atuando principalmente nos seguintes temas: análise ergonômica do trabalho, planejamento de situações de trabalho, avaliação de protótipo e conformidade de móveis, qualidade de vida no trabalho, qualidade de vida, envelhecimento funcional, envelhecimento populacional. É pesquisadora e coordenadora do Grupo de Pesquisa ERGOPLAN (Grupo de Planejamento Ergonômico do Trabalho). Orientadora junto ao Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica na linha de pesquisa "Família, Bem-estar social e qualidade de vida", considerando as tematicas qualidade de vida, envelhecimento funcional, politica social e envelhecimento. Desde 2007 é bolsista da SESu/MEC, na modalidade tutora do Programa de Educação Tutorial em Economia Doméstica. Realizou o pós-doutorado, no Sealy Center on Aging da University of Texas Medical Branch, Texas, Estados Unidos, centro este colaborador da WHO/PAHO na linha de pesquisa Minority Aging, sob a orientação da Dra. Rebeca Wong.
Francisco Rebelo, Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa, Portugal
Atualmente é professor associado na Faculdade de Motricidade Humana no Departamento de Ergonomia da Universidade Técnica de Lisboa lecionando na Licenciatura em Ergonomia e no Mestrado de Ergonomia na Segurança no Trabalho. Licenciado em Ergonomia, na Faculdade de Motricidade Humana e Doutorado em Motricidade Humana na especialidade de Ergonomia na Faculdade de Motricidade Humana.
Maria de Lourdes Mattos Barreto, Universidade Federal de Viçosa
Possui graduação em Economia Doméstica pela Universidade Federal de Viçosa (1986), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1996) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2001). Atualmente é professora Associada I (DR) da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Economia Doméstica, com ênfase na Área de Família e Desenvolvimento Humano, atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas Públicas, Programas e Projetos Sociais para a Infância; Políticas de Proteção à Infância; Construção do Conhecimento Social envolvendo temáticas pertinentes à Economia Doméstica tendo crianças e adolescentes como fontes privilegiadas da pesquisa. Educação Infantil.

Referências

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANUÁRIO Brasileiro de Proteção de 2011 – Edição especial da revista de proteção. Ed. 17. 2011. Disponível em: . Acesso em: 28 set. 2011.

BRASIL. Ministérios do Trabalho, da Previdência Social e da Saúde. Política nacional de segurança e saúde do trabalhador. 2004. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2011.

BRASIL. Ministério da Previdência Social. Conceito, definições e caracterização do acidente do trabalho, prestações e procedimentos. 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2011.

CIA, Fabiana; PEREIRA, Camila de Sousa; PRETTE, Zilda Aparecida Pereira Del; e PRETTE, Almir Del Prette. Habilidades sociais parentais e o relacionamento entre pais e filho. Revista Psicologia em Estudo, Maringá, v. 11, n. 1, p. 73-81, jan./abr. 2006.

DIAS, Paulo; GOMES, Maria João; e CORREA, Ana Paula Sousa. Hipermédia e Educação. Braga: Edição Casa do Professor. 1998.

ERGOSHOW. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2011.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4ed. São Paulo: Atlas, 1994.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. 2010. Disponível em: . Acesso em: 28 set. 2011.

MARTINS, Jacqueline Cunha de Vasconcelos. A formação de atitudes e o comportamento público do brasileiro em relação ao ‘lixo’ que produz. Revista Holos, Ano 20, dez. 2004.

OLIVEIRA, José H. Barros de. Inteligência e Aprendizagem. Coimbra: Livraria Almedina, 1993.

PASSARELLI, Brasilina. Teoria das múltiplas inteligências aliada à multimídia na educação: novos rumos para o conhecimento. s.d. Disponível em: . Acesso em: 17 out. 2011.

PEDROSO, Rosemeri Siqueira; e SBARDELLOTO, Gabriela. Qualidade de vida e suporte social em pacientes renais crônicos: revisão teórica. Revista Virtual de Psicologia Hospitalar e da Saúde, ano 4, n.7. Belo Horizonte, 2008. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2011.

PRIMO, Alex Fernando Teixeira. Multimídia e educação. Revista de divulgação cultural, Blumenau, SC, ano 18, n.60, p.83-88, set-dez. 1996.

RODRIGUES, Sandra H. Multimídia na educação: ampliando a ação do professor. s.d. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2011.

SENA, Gildeon; e MOURA, Juliana. Jogos eletrônicos e educação: novas formas de aprender. 2007. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2011.

TERRA, Márcia Regina. O desenvolvimento humano na Teoria de Piaget. s.d. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2011.

VARGAS, Sandra Rejane Silva; e PAVELACKI, Luiz Fernandes. A importância dos jogos no desenvolvimento educacional da criança. 2005. Disponível em: . Acesso em: 23 ago. 2009.
Publicado
2012-12-13
Como Citar
Venturim Zanuncio, S., Caldas Tavares Mafra, S., Rebelo, F., & Mattos Barreto, M. de L. (2012). A tecnologia multimídia ergoshow como prática na formação de conceitos quanto a ergonomia, saúde e segurança no trabalho e na busca de saúde, bem-estar e qualidade de vida na família. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 23(2), 228-257. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/oikos/article/view/3631
Seção
Artigos

Most read articles by the same author(s)